Gestão de pessoas em clínicas e hospitais: entenda a real a importância

Gestão de pessoas em clínicas
Compartilhe:

 

A gestão de pessoas em clínicas e hospitais é tão importante quanto ter aparelhos modernos e profissionais da saúde bem capacitados. Acontece que, diante de tantas atividades para dar conta, o gestor e/ou dono acaba deixando esse setor um pouco de lado. 

Reclamações de pacientes, conflitos e até notificações de planos de saúde sobre os atendimentos prestados acabam sendo algumas das consequências da falta de gestão de pessoas. 

Quer entender por que é tão importante e como aplicar a gestão de pessoas na sua clínica? Continue lendo para entender o conceito e o passo a passo de como começar. Boa leitura! 

Confira os seguintes tópicos:

  • Gestão de pessoas em clínicas e hospitais: conceito
  • Sou médico, dono de uma clínica e muito atarefado: por que vou pensar em gestão de pessoas?
  • E para quem é administrador de uma clínica ou hospital, por que a gestão de pessoas é importante?
  • Já entendi a importância de trabalhar com a gestão de pessoas na minha clínica. Por onde eu começo?

Gestão de pessoas em clínicas e hospitais: conceito

Como o próprio nome já diz, a gestão de pessoas é a área responsável pelo cuidado e desenvolvimento dos colaboradores de uma empresa.

Também chamado da gestão de recursos humanos ou simplesmente RH, os profissionais dessa área atuam desde o recrutamento, seleção, gestão das atividades rotineiras até a demissão. 

Em clínicas e hospitais, a gestão de pessoas é essencial para manter os colaboradores alinhados e focados no que realmente importa: uma boa experiência do paciente. 

Contudo, diferente do que muitos pensam, assim como em qualquer empresa, o RH precisa ter o apoio do dono e/ou gestor da clínica ou hospital para conquistar bons resultados.

O RH também atua diretamente na motivação e retenção dos colaboradores essenciais para a clínica, também chamados de talentos

Gestão de pessoas em clínicas e hospitais

Sou médico, dono de uma clínica e muito atarefado: por que vou pensar em gestão de pessoas?

Foi-se o tempo em que os funcionários trabalham apenas em prol de um salário no final do mês. Hoje, a busca por locais saudáveis para se trabalhar, onde se sintam motivados, é bem maior. 

A falta desse olhar mais aprofundado em relação às pessoas impacta diretamente o atendimento oferecido aos pacientes. Reclamações de clientes e conflitos entre funcionários são alguns dos resultados negativos

Portanto, por mais atarefado que você seja, dedique um tempo para pensar em como está a gestão de pessoas da sua clínica. Assim, será possível identificar mais facilmente o que precisa ser ajustado e as chances de contar com colaboradores e pacientes satisfeitos é bem maior. 

E para quem é administrador de uma clínica ou hospital, por que a gestão de pessoas é importante?

Se você está na posição de administrador da clínica ou hospital, a gestão de pessoas vai facilitar e muito a sua rotina. Isso porque os profissionais da área irão identificar os gargalos interpessoais e até operacionais e propor melhorias. 

Mais do que isso, com o apoio do RH, você poderá tirar dúvidas sobre as suas atitudes enquanto gestor e contar com o apoio deles para situações delicadas, como as demissões. 

O que é muito importante para quem várias pessoas para gerenciar e muitos processos para acompanhar. 

Gestão de pessoas em clínicas e hospitais

Já entendi a importância de trabalhar com a gestão de pessoas na minha clínica. Por onde eu começo?

Agora que você já entendeu a importância da gestão de pessoas, confira os primeiros passos para aplicar na sua clínica ou hospital. Separamos 5 dicas importantes e um bônus sobre como contratar bons profissionais da saúde. 

1. Converse com os seus funcionários

O primeiro passo para aplicar a gestão de pessoas na sua clínica é conversando com funcionários. Sim, você vai ouvir bastante fofoca, mas tente analisar a perspectiva dos colaboradores. 

Do que eles mais reclamam? O que elogiam? De que sentem faltam?

Todas essas informações irão facilitar a busca por profissionais capacitados da área, assunto do próximo tópico. 

2. Busque profissionais da área

Mesmo que você tenha uma certa facilidade com as pessoas, busque profissionais especializados na área. 

Psicólogos organizacionais, analistas de departamento pessoal e demais profissionais com formação em gestão de pessoas podem ajudar. 

Pesquise e considere as possibilidades tanto de contratar diretamente estes profissionais ou escritórios de consultoria. A primeira opção é mais indicada para empresas maiores, pois o volume de demandas pode ser mais alto. 

Já a segunda alternativa pode ser a mais viável para clínicas menores e com menos funcionários. 

3. Esteja presente nas ações propostas pela área de gestão de pessoas

Você, como gestor e/ou dono, precisa estar presente em todas as ações propostas pelos profissionais de gestão de pessoas na sua clínica. 

Afinal, os líderes e gestores são os espelhos para os colaboradores. E, ao ver você presente nas ações, os funcionários darão a importância devida à atuação do RH, além de cumprir mais facilmente às orientações.

Gestão de pessoas em clínicas

4. Estimule os seus colaboradores a seguirem as orientações do RH

Em algumas clínicas, principalmente naquelas onde o relacionamento interpessoal entre os funcionários não é dos melhores, é provável que o RH se depare com desafios. Um deles é fato dos colaboradores não darem à devida importância ao setor. 

Devido a isso, os profissionais de gestão de pessoas precisarão e muito do seu apoio para promoverem a diferença na sua clínica ou hospital. Portanto, seja o primeiro a cumprir, a cobrar e a estimular a prática das orientações propostas. 

5. Leia sobre assunto

Você não precisa ser nenhum expert em gestão de pessoas em clínicas. Até porque o seu tempo curto e pode ser que você se divida entre atender pacientes e gerenciar a clínica. 

Mas, se essa não é uma área que você domina, leia sobre o assunto e procure entender os conceitos básicos. E, caso tenha disponibilidade, não abra mão de fazer um curso sobre o tema. 

Lembre-se: quanto mais conhecimento você tiver sobre gestão de pessoas, mais preparado estará para lidar com os conflitos e desafios do dia a dia. 

Dica bônus: encontrar profissionais alinhados com seus valores para trabalhar com você 

Para que tudo o que o RH propôs seja colocado em prática, é indispensável que você conte com profissionais alinhados com a cultura e os valores da sua clínica. Isso significa desde buscar novas pessoas para fazer parte do quadro de funcionários até desligar alguns colaboradores. 

Entenda que uma clínica ou qualquer empresa funciona tal qual uma engrenagem, onde uma peça não funciona pode atrapalhar o desempenho de uma máquina inteira. 

Mas aí eu vou ter que contratar novas pessoas e isso dá trabalho. 

Selecionar novos médicos, enfermeiros, atendentes e recepcionistas pode até ser um desafio, em alguns casos. No entanto, continuar com colaboradores desalinhados pode sair bem mais caro, além de dar mais trabalho ainda. 

Mas, sabia que existe uma forma simples de selecionar uma nova equipe médica? 

Com a plataforma Sinaxys, você pode anunciar as vagas disponíveis na sua clínica ou hospital, inserindo todos os detalhes pertinentes àquela função, como salário, carga horária e até fotos do local!

Hoje, a Sinaxys conta com mais de 7 mil profissionais de saúde inscritos na plataforma, que recebe aproximadamente 50 mil acessos por mês e mais de 750 vagas ativas.

Por um valor acessível, você se conecta com médicos, enfermeiros e demais profissionais da área da saúde que estão em busca de oportunidades. Com a Sinaxys, o processo seletivo é simplificado e mais econômico. 

Vários profissionais estão esperando por você na Sinaxys: clique aqui para anunciar a sua vaga! 

Leia mais 

Compartilhe:

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Espere, profissional da saúde!

Baixe o app da SINAXYS gratuitamente

medico sinaxys

Encontre as melhores vagas de emprego na área da saúde.

medico sinaxys

Encontre vagas de emprego na área da saúde.