Inteligência artificial: o que é, exemplos e contribuição para a saúde

inteligencia artificial computador
Compartilhe:

A inteligência artificial não é nenhuma novidade no ramo da tecnologia. No entanto, pouca gente sabe a respeito do seu verdadeiro potencial quanto a ajudar no desenvolvimento da ciência humana ou mesmo aperfeiçoar o seu desempenho.

Pensando nisso, reunimos algumas informações neste artigo com o fim de tratar tanto sobre a definição de inteligência artificial quanto o que ela pode fazer quando unida à medicina.

Se você ainda não é familiarizado com o tema, confira tudo logo a seguir.

O que é inteligência artificial?

inteligencia artificial robo segurando cerebro
Inteligência artificial: inovações tecnológicas.

Antes de mais nada, cabe abordar o que é inteligência artificial. Porém, chamamos a atenção para o fato de que o entendimento do que é este tipo de inteligência não é unânime. Sendo assim, trazemos dois tipos de definição.

A primeira definição advém de John McCarthy que diz que a inteligência artificial “É a ciência e a engenharia de fabricar máquinas inteligentes, especialmente programas de computador inteligentes. Ela está relacionada à tarefa semelhante de usar computadores para entender a inteligência humana, mas a IA não precisa se limitar aos métodos biologicamente observáveis”.

Por meio de uma definição semelhante, alguns entendem que a IA se trata do ramo da ciência da computação que tem o fim de criar dispositivos que tenham o poder de simular a capacidade humana de raciocinar. Bem como, o potencial de perceber, tomar decisões e resolver problemas.

Em resumo, o entendimento geral quanto a Inteligência Artificial é que a IA nada mais é do que a ciência tentando criar dispositivos que possuam a semelhante capacidade humana de raciocinar e, a partir disso, também tomar as decisões necessárias.

Para que serve a inteligência artificial?

Uma vez entendido o que é inteligência artificial e qual é a sua finalidade, cabe compreender melhor para o que ela serve.

Por sua vez, dentre suas diversas utilidades, a IA possibilita que os sistemas técnicos percebam o ambiente em sua volta e, a partir disso, consigam lidar com o que percebe e, em consequência disso, resolva problemas.

Além disso, a inteligência artificial carrega consigo a capacidade de resolução não apenas de problemas simples, mas de situações difíceis, contudo de forma mais eficaz. Um bom exemplo disso, são as empresas que cada vez mais não precisam buscar por mão de obra qualificada quando existem robôs, sistemas que executam a mesma função, mas com menor custo e maior eficiência, agilidade e capacidade.

Qual é a importância da inteligência artificial?

inteligencia artificial mulher sorrindo robo
Inteligência artificial: doutora programando equipamento.

A imagem mais comum de se ter quando se trata a respeito de inteligência artificial é um robô que consegue substituir, de um só vez, centenas de empregados. No entanto, na prática a IA vai muito além disso e transcende a relevância de ter menos gastos com a contratação de trabalhadores.

Um bom exemplo disso são os corretores ortográficos que, mesmo passando despercebidos, são exemplos de IA. Assim, o sistema aprende com o usuário e começa a solicitar as palavras que são mais usadas e, por isso, tornando a digitação mais ágil e fácil.

Seguindo este raciocínio, e em relação às empresas,  a inteligência artificial consegue fazer com que os processos de produção sejam mais rápidos e maiores. Uma das consequências disso é a disposição de mais produtos e, decorrente disso, menor preço e mais vendas.

Outro ponto de relevância é que a IA adiciona inteligência a produtos que já existem. Isto é, os produtos que as pessoas usam hoje em dia irão ser ainda mais aperfeiçoados com diversas outras funções que fazem parte da inteligência artificial.

Além disso, a IA consegue, também, obter uma grande quantidade de dados ao passo que seus algoritmos conseguem aprender sozinho. Os dados adquiridos se tornam uma espécie de propriedade intelectual e terminam por servir de base para o acúmulo de mais informações de maneira independente.

Qual o impacto da inteligência artificial na saúde pública?

A maioria das pessoas não analisa o tema da inteligência artificial a partir do ponto em que ao passo que existem os pontos positivos, com eles, passam a existir impactos. E, como já era de se esperar, os impactos também atingem a saúde como um todo.

Por exemplo, a IA tem o potencial de em um futuro bem próximo diminuir não só os custos operacionais, mas aumentar a eficácia nos atendimentos médicos, o que permitirá que os recursos humanos tenham melhor proveito.

Bem como, a inteligência artificial, graças ao seu poder de raciocínio cada vez mais semelhante à inteligência humana, consegue além de entender o cenário, modelar e prever certa demanda de acordo com a atividade médica realizada.

Em se tratando de tecnologia aliada a área médica, confira: Médico online: 7 dicas para realizar um excelente atendimento.

Qual é a origem da inteligência artificial?

inteligencia artificial mulher computador
Inteligência artificial: trabalho em computador.

Assim como toda e qualquer ciência, a inteligência artificial também tem um início, uma ideologia e objetivo para a sua criação. Sendo assim, neste tópico você irá conferir a respeito da origem da IA.

Quando surgiu a inteligência artificial?

O nascimento da inteligência artificial se deu na década de 1940 e por meio de experimentos científicos. O principal fator que acelerou o surgimento da IA foram os avanços da ciência impulsionados pela segunda guerra mundial.

No entanto, embora somente a partir da década de 1940 que tenha-se alcançado a tecnologia suficiente para o desenvolvimento da IA, foi anos antes, em 1927, que se deu o conhecimento pelo nome de inteligência artificial. Isso aconteceu por meio das pesquisas de um matemático chamado John McCarthy.

Foi através de John McCarthy que a linguagem List Processing foi criada, isto é, uma das linguagens mais antigas quando se trata de IA.

Quem inventou a inteligência artificial?

Para responder a esta pergunta, não pode-se citar apenas um único nome. Uma vez que a criação da inteligência artificial além de se dar por conta de diversos fatores, foi a união dos conhecimentos de alguns pesquisadores que a criaram.

Desse modo, como dito anteriormente, o desenvolvimento da IA se deu por conta dos avanços da ciência impulsionados pela segunda guerra mundial. E isto se deu com a criação do artigo Computing Machinery and Intelligence.

Por sua vez, os seus idealizadores foram os cientistas Herbert Simon, Allen Newell, John McCarthy, Warren McCulloch, Walter Pitts, Marvin Minsky, sendo estes as principais mentes que criaram a ideia mais concreta de IA.

Com o passar dos anos, e quando surgiu o computador mais moderno, é que a inteligência artificial começou realmente a ter incidência, isto é, o desenvolvimento aconteceu de maneira mais rápida.

Quando surgiu o termo inteligência artificial?

Há quem afirme que a existência da IA vem desde a antiguidade ou mesmo que o seu conceito existe a partir de personagens com um teor mais fictício, por exemplo o Frankenstein. No entanto, foi com a evolução da ciência tecnológica que os protótipos iniciais surgiram.

Ainda no ano de 1936 foi criada a máquina de turing, criada pelo matemático Alan Turing. Esta máquina é considerada, por muitos, como o fundamento da inteligência artificial Pois, detinha a capacidade de realizar processos cognitivos. Mas, era preciso que estes processos fossem quebrados em etapas menores e individuais, bem como deveriam ser representadas por meio de algoritmo.

Quais são os tipos de inteligência artificial?

inteligencia artificial medica realidade virtual
Inteligência artificial: equipamento ótico.

A base da inteligência artificial, para o seu funcionamento, são os algoritmos, e é analisando este ponto que podem ser separados os tipos de IA que existem.

A identificação das espécies de IA tem o fim de demonstrar o nível de complexidade das ferramentas, assim como usar elas ou onde aplicar.

Por exemplo, um nível de algoritmo usado para um corretor ortográfico não é o mesmo que se utiliza para programar um robô que executa atividades industriais.

Assim, é exigido que para o funcionamento de cada um, então, exista um nível diferente de algoritmo. Sendo assim, confira os diferentes tipos de IA logo a seguir.

Inteligência Artificial Limitada (ANI)

A inteligência artificial mais simples é esta, a limitada. Este tipo de inteligência artificial fraca, como também é conhecida, recebe o nome de limitada por conta da sua capacidade de executar funções somente para as quais está programada.

E, mesmo que consiga guardar uma grande quantidade de informações bem como executar tarefas complexas, mais uma vez ressalta que ela é entendida como limitada por conta da execução de ações existentes em sua programação.

Dentro deste tipo de inteligência artificial há duas subdivisões de modelos, são eles:

  • Máquinas reativas: São sistemas limitados demais, não têm poder para armazenar informações, apenas registram dados cadastrados de maneira prévia, como também reagem a estímulo. Como dito anteriormente, o fim desta inteligência é executar as funções para as quais foi programada.
  • Memória limitada: Aqui se trata de um sistema um pouco mais avançado que o anterior, pois tem o poder de armazenamento maior e de tomar decisões a partir dos dados obtidos. Alguns exemplos do sistema de memória limitada são os carros autônomos e os sistemas de recomendação de lojas virtuais ou streamings.

Inteligência artificial geral (AGI)

Em um nível mais desenvolvido, a inteligência artificial geral é chamada de IA forte ou IA nível humano. Como o próprio nome pressupõe, esta inteligência artificial consegue desenvolver tarefas humanas como aprender, entender e reagir a estímulos mais específicos que a IA anterior.

Duas das principais técnicas responsáveis pelo aprendizado da inteligência artificial geral são a machine learning e a deep learning. Como era de se esperar, a AGI se aplica àquelas tarefas às quais a ANI não consegue desenvolver, executar. Bem como a ANI, a AGI também tem suas subdivisões, assim são as seguintes:

  • Máquinas cientes: Este tipos de IA conseguem compreender os estímulos que são recebidos do mundo externo a fim de processar estes dados.
  • Máquinas autoconscientes: Além das consciência externas, essas máquinas têm consciência interna. Uma das suas principais capacidades é a presunção de contextos e auto adaptação a distintas situações a fim de executar tarefas.

Superinteligência (ASI)

O último tipo de IA é a superinteligência. Este modelo ainda vem sendo desenvolvido e a expectativa é de ele consiga superar a inteligência humana de uma maneira nunca vista antes. Assim, poderá entender o mundo a partir de uma visão superior ao entendimento humano.

Outro ponto que ela irá se destacar é quanto ao armazenamento de dados e com eles tomar decisões de forma bem superior a AGI. A finalidade da superinteligência é compreender as crenças humanas, emoções, necessidades e até mesmo os pensamentos da humanidade e, somente quando isso for alcançado, conseguir interagir com uma pessoa.

Contudo, a ideia do desenvolvimento da ASI não é apenas isso, pois busca-se que ela mesmo consiga criar as suas próprias crenças e comparações. Tudo isso, claro, em um futuro.

Como funciona a inteligência artificial para a medicina?

inteligencia artificial mao robo computador
Inteligência artificial: mão robô.

O foco deste artigo é demonstrar não apenas o universo da inteligência artificial, mas também como é o seu funcionamento dentro do mundo médico, como ela pode auxiliar, a sua importância.

Como também suas aplicações, onde é usada, vantagens e desvantagens. Por isso, continue conferindo este artigo e saiba mais sobre a relação da inteligência artificial e a área médica.

Em se tratando de medicina, veja também: Residência médica: como funciona a especialização médica no Brasil.

Onde é usada a inteligência artificial na área da saúde?

A área da saúde é muito extensa e, por isso, há muita oportunidade para o uso da inteligência artificial. Por exemplo, a IA já vem sendo usada na busca de um atendimento mais eficiente e na marcação de consultas.

Afinal, um atendimento para ser personalizado ou a marcação de consultas não dependem da memória humana, senão apenas do alcance da real finalidade, isto é, estabelecer um relacionamento inicial mais estreito com o paciente.

Assim, a inteligência artificial pode interseccionar as informações no sistema conforme as respostas impostas e, desse modo, também promover um atendimento tão bom quanto o de uma recepcionista.

Outra forma que a IA é usada é na precisão dos diagnósticos e identificação de doenças. Porque, a IA possibilita que os sistemas, quando bem alimentados, deem garantia de maior capacidade de precisão ao diagnosticar.

E, com isso,  podendo até mesmo detectar doenças por conta de sua capacidade informatizada, um sistema que pode cruzar muitas informações em poucos segundos.

Exemplos de aplicação da inteligência artificial na saúde

Um dos exemplos que ainda chamam muito a atenção é o robô Laura que trata-se de uma inteligência artificial que atua no gerenciamento de riscos no Hospital Nossa Senhora das Graças, em Curitiba. Laura consegue fazer diagnósticos, além de conter riscos através da análise de padrões e inconsistências no armazenamento das informações.

Além desta aplicação, a IA vem sendo usada, também, em áreas como:

  • Segurança digital (internet banking);
  • Indústria (correção de processos, aumento da velocidade e coordenação de escala produtiva, redução de custos e etc);
  • Educação (Software capaz de ensinar de maneira didática no sistema EAD).

Falando-se em software, confira: Softwares médicos: guia com melhores tipos e preços.

Quais as vantagens e desvantagens da inteligência artificial?

inteligencia artificial cientista computador cerebro
Inteligência artificial: estudos científicos.

Como todo e qualquer avanço na tecnologia, a inteligência artificial também carrega consigo vantagens e desvantagens. Por sua vez, as principais vantagens são:

  • Redução de erros, devido à IA ser mais resistente e ter mais capacidade para lidar com ambientes desfavoráveis;
  • Exploração, isto é, a IA pode executar trabalhos mais complicados;
  • Aplicação diárias, por exemplo, a sua aplicação por instituições financeiras para organizar e gerenciar seus bancos de dados.

Entretanto, quando se falar das desvantagens, estão presentes as seguintes:

  • Alto custo;
  • Falta de criatividade, pois no estágio que estão, as IA’s ainda não atuam exatamente como o cérebro humano;
  • Pode ser a principal causa de desemprego no futuro devido a sua alta capacidade de substituição de muitos trabalhadores.

Como será o futuro da inteligência artificial para a medicina?

Algumas das principais modificações que a inteligência artificial irá causar na medicina será a capacidade de monitoramento à distância, utilização de robôs para analisar dados de pesquisas, diagnósticos e cirurgias.

Além disso, a IA, em relação à medicina do futuro, é que haverá um maior conhecimento sobre as células, bem como no aperfeiçoamento da medicina integrada. Assim, tendo forte potencial de trazer para o mundo abordagens, em grande parte, mais preventivas e curativas.

Para saber mais sobre a medicina do futuro, veja também: Medicina do futuro: o papel da tecnologia e as tendências para 2030.

Conheça a Sinaxys

inteligencia artificial homem oculos
Inteligência artificial: inovações tecnológicas.

A Sinaxys é um site com uma das maiores responsabilidades quando se trata do mercado de trabalho na área da saúde, isto é, reunir vagas para profissionais desta área. Bem como, promover a propagação de vagas que precisam de profissionais de alta qualidade.

Dessa forma, utilizando a sua rede networking para alcançar este fim. Além disso, a Sinaxys também dispõe de conteúdo gratuito e de qualidade para atualização de profissionais e responder perguntas mais frequentes dentro da área médica.

Um bom exemplo de conteúdo é o seguinte artigo: Especialidades médicas: quais são reconhecidas pelo CFM em 2021, confira também.

Conclusão

Sendo assim, neste artigo você entendeu um pouco mais sobre o universo da inteligência artificial, como se deu o seu desenvolvimento no decorrer dos anos e, principalmente, como é a sua atuação dentro do mundo médico.

Para continuar acessando conteúdo como esse, gratuitos e interessantes, acesse o nosso blog e confira outros artigos para se manter atualizado. E, como sempre, esperamos ter contribuído mais uma vez para o seu conhecimento.

Compartilhe:

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Espere, profissional da saúde!

Baixe o app da SINAXYS gratuitamente

medico sinaxys

Encontre as melhores vagas de emprego na área da saúde.

medico sinaxys

Encontre vagas de emprego na área da saúde.