Médicos Sem Fronteiras: objetivo, histórico, valores, como participar

medicos sem fronteiras medico olhando foto
Compartilhe:

A maioria das organizações são criadas por um propósito e, por conta deste objetivo, é comum que elas se mantenham e durem por muito anos no meio social. Um grande exemplo disso é a organização MSF, isto é, Médicos Sem Fronteiras.

Neste caso, a organização Médicos Sem Fronteiras, dentre muitos outros objetivos, carrega consigo o foco de prestar ajuda para várias nações e tipos de sociedade em casos de emergência.

Muitas pessoas ainda não sabem detalhes a respeito da organização, isto se dá por falta de informação ou de buscar esta informação. No entanto, se você quiser saber um pouco mais sobre o Médicos Sem Fronteira, confira este artigo até o fim.

O que é a organização Médicos Sem Fronteiras (MSF)?

medicos sem fronteiras ajudando senhora
Médicos Sem Fronteiras: médico atendendo senhora.

Para definir o que é a organização Médicos Sem Fronteiras não é tão difícil, mesmo que aparente ser para algumas pessoas.

De forma simples e direta, os Médicos Sem Fronteiras trata-se de uma entidade que é responsável por levar serviços humanitários para a sociedade.

Contudo, vale salientar que os serviços são fornecidos com foco nas sociedade que passam por alguma dificuldade e/ou crise.

Basicamente, os Médicos Sem Fronteiras visa proporcionar para as sociedade mais desfavorecidas os melhores meios possíveis de tratar da sua saúde.

Além disso, a MSF não se limita a ajudar a sociedades que estão em crise, mesmo que isso já seja um grande trabalho, mas carrega consigo uma missão específica.

Isto é, chamar a atenção do mundo para que todos possam ver os problemas que são enfrentados pelas pessoas em outras localidades.

Dessa maneira, chamando a atenção para os problemas atuais, frequentes e que são combatidos aos poucos e com muita garra, a organização Médicos Sem Fronteiras que gerar engajamento para que, assim, mais pessoas lutem nesta luta social, isto é, ajudar sociedades com graves problemas, crises.

Veja também: Telessaúde: o que é, importância social, como funciona e benefícios.

Qual o objetivo dos Médicos Sem Fronteiras?

medicos sem fronteiras medica crianca
Médicos Sem Fronteiras: médica atendendo criança.

Como bem abordado anteriormente, a organização Médicos Sem Fronteiras carrega consigo alguns objetivos, tais como a promoção de ações humanitárias e a propagação de solidariedade pelo mundo.

No entanto, a MSF, como organização incansável que tem sido, não possui apenas um só objetivo.

Os Médicos Sem Fronteiras não visam apenas o auxílio a sociedades em crise, normalmente provocada por guerras, e em situação de emergência, porém, também, a situações mais comuns.

Um bom exemplo disso é o foco da organização MSF em conscientizar cada vez mais um número maior de pessoas ao redor de todo o mundo.

Dessa maneira, é comum que a organização Médicos Sem Fronteiras promova seminários que discutam temas como a cooperação humanitária para que, desse modo, possa tratar a respeito do potencial das atitudes que são dotadas de solidariedade.

Portanto, podemos dizer que os Médicos Sem Fronteiras tem um objetivo que forma uma tríade. Ou seja, tomar atitudes humanitárias, promover solidariedade, e conscientizar o máximo de pessoas possível a respeito do poder que as ações humanitárias podem ter dentro de um cenário social caótico e em crise devido a guerras.

Acesse também: CRM médico: para que serve, como obter e como fazer sua consulta.

Como surgiu a organização Médicos Sem Fronteiras?

medicos sem fronteiras medica paciente
Médicos Sem Fronteiras: médica atendendo idoso.

Assim como toda e qualquer instituição ou organização, os Médicos Sem Fronteiras também carregam consigo o seu teor histórico. No entanto, é uma informação que pouca gente tem.

Sendo assim, com o intuito de te introduzir cada vez mais a respeito do tema, neste tópico você irá conferir como surgiu a organização Médicos Sem Fronteira, em que contexto se deu o seu surgimento e a motivação para a criação de tudo. Confira tudo logo mais a seguir.

Contexto histórico do surgimento da organização

A organização teve a sua criação ainda no ano de 1971, há mais ou menos cinquenta e um anos atrás. Ela foi criada por alguns jovens médicos e jornalistas de origem francesa e que tinham como líder da organização o médico francês Bernard Kouchner.

No ano da criação da organização Médicos Sem Fronteiras, seus criadores haviam ido para Biafra, assim, acompanhando a Cruz Vermelha, o intuito era de auxiliar a Cruz Vermelha em sua jornada de ajuda à sociedade de Biafra.

Por sua vez, foi a partir desta visita que os criadores da MSF fizeram a Biafra que a ideia de criação de uma organização começou a nascer. Pois que, ao analisarem a conduta da Cruz Vermelha e, então, chegando a conclusão que ela possuía uma política dotada de neutralidade e reserva e que isso era errado.

Logo, criar uma associação que não tivesse o mesmo comportamento, isto é, sem neutralidade, mas que unisse ajuda humanitária com ações de sensibilização, bem como com a mídia e instituições políticas, então, seria o melhor a se fazer.

Dessa maneira, no ano seguinte, em 1972, a organização Médicos Sem Fronteiras fez a sua primeira intervenção. O contexto da sua intervenção foi um terremoto que aconteceu na Nicarágua e que, como consequência, devastou todo o país.

Problemas de saúde que motivaram o surgimento da organização

Embora os problemas de saúde seja um dos problemas que são mais combatidos pela organização Médicos Sem Fronteiras, não foi bem algum problema de saúde que motivou a sua criação.

Uma vez que, como já vem sendo dito no decorrer do texto e anteriormente, o objetivo dos Médicos Sem Fronteiras é tomar atitudes humanitárias, propagar a sua importância e também promover, por fim, a solidariedade onde mais há necessidade.

No entanto, mesmo que não tenha sido um problema de saúde em si que tenha impulsionado, de início, a criação da organização MSF, uma vez que foi o comportamento neutro e reservado da Cruz Vermelha, podemos listar alguns marcos importantes quanto a efetividade da organização em ajudar muitas sociedades. Por exemplo:

  • 1980: Proteção e estrutura para as vítimas na guerra do Afeganistão. Além disso, estruturou um projeto para combater a desnutrição na Etiópia;
  • 1986: Organizou clínicas móveis e hospitais com o fim de tratar dos feridos e também traumatizados que foram vítimas da guerra do Sri Lanka;
  • 1988: Ajudou as vítimas do terremoto na Armênia;
  • 1991: Além de ser o ano da sua primeira atuação em território nacional, ajudou ao Brasil a combater a epidemia de cólera na Amazônia;
  • 1993: Ajudou o Rio de Janeiro dando início a um trabalho com crianças de rua;
  • 1994: A organização Médicos Sem Fronteira tomou a decisão sem precedente de pedir intervenção armada internacional na Ruanda, isto depois de milianos matarem cerca de 800 mil ruandeses;
  • 1995: A MSF iniciou um projeto em Vigário Geral que promovia o acesso a serviços como odontologia, pediatria, ginecologia e etc. Bem como, denunciou o massacre de oito mil bósnios,, a deportação em massa e abusos cometidos pelos militares sérvio, tudo isso no Massacre em Srebrenica.
  • 1998: Por fim, os Médicos Sem Fronteiras criou o programa de prevenção de doenças sexualmente transmissíveis e Aids no Rio de Janeiro, onde foi inaugurado.

Estes são alguns dos feitos marcantes da organização MSF no decorrer da história e que você pode conferir no site oficial deles.

Confira: Medicina do futuro: o papel da tecnologia e as tendências para 2030.

Quais são os valores dos Médicos Sem Fronteiras?

medicos sem fronteiras medico ajudando senhora
Médicos Sem Fronteiras: paciente em cadeira de rodas.

Não há como falar dos Médicos Sem Fronteira sem afirmar que eles são uma empresa e que, como toda e qualquer pessoa jurídica, precisa de profissionais capazes de atender às suas necessidades.

Por isso, os Médicos Sem Fronteiras possui alguns valores e princípios, são eles:

  • Independência: De maneira simples, os Médicos Sem Fronteiras não possuem ligação alguma com poderes políticos, militares, econômicos e/ou religiosos. Bem como, possui liberdade para agir, precisando apenas decidir onde, como e quando, de acordo com a sua análise do contexto e necessidades.
  • Imparcialidade: A organização leva a sério a frase “fazer o bem sem olhar a quem”. Ou seja, o foco é dar ajuda humanitária e promover os cuidados necessários para os mais necessitados, assim, sem discriminar em razão da raça, religião, nacionalidade e até convicção política.
  • Neutralidade: Por sua vez, a MSF não toma partido, não concorda ou discorda com alguma das partes de um conflito. Ela simplesmente objetiva alcançar qualquer indivíduo que foi afetado pelo conflito.
  • Transparência: Em seguida, os Médicos Sem Fronteiras fazem questão de avaliar os projetos que implementam e, a partir disso, demonstrar para a sociedade e ao doadores a gestão dos recursos adquiridos. Bem como, deixa claro quais foram os resultados conquistados com a implementação de seus projetos.
  • Ética médica: Por fim, a valorização das regras éticas universais são levadas muito a sério, uma vez que se entende que, além de qualquer outra coisa, as atitudes tomadas são de natureza médica.

Estes são cada um dos valores e princípios que norteiam toda a estrutura da organização Médicos Sem Fronteiras.

Como é o trabalho dos Médicos Sem Fronteiras?

medicos sem fronteiras medico crianca
Médicos Sem Fronteiras: consulta pediátrica.

A atuação dos Médicos Sem Fronteiras se volta para os contextos sociais em que nem mesmo o governo local tem poder para solucionar o problema.

Por isso, eles sempre estão indo em direção ao caos para que, dessa maneira, possam de alguma forma resolver os problemas ou, ao menos, amenizar os maus resultados.

Dentro desta perspectiva, a atuação dos Médicos Sem Fronteira sempre é focada no oferecimento de ajuda onde se teve algumas catástrofes naturais, ações humanas ou sociais, tais como negligência do líder do Estado e ganância política.

Portanto, o trabalho dos Médicos Sem Fronteiras é, basicamente, tentar solucionar adversidades da natureza ou social, ou amenizar os resultados destes problemas.

Como realizar o cadastro e participar das atividades

Para se cadastrar dentro do sistema dos Médicos Sem Fronteiras e, então, participar das suas atividades, é necessário passar por algumas etapas. Sendo assim, as etapas são as seguintes:

  • Análise curricular: Currículo apenas em inglês ou francês e análise da carta de motivação em português;
  • Pré-entrevista: Depois da aprovação na primeira etapa, haverá uma entrevista no telefone para tratar da experiência do candidato;
  • Atividade presencial: Após a pré-entrevista, chega a fase da atividade presencial de recrutamento. Esta etapa dura 1 dia.
  • Período de espera: O tempo de espera pode variar bastante, pois o objetivo é encontrar um posto de trabalho conforme seu perfil profissional.

Para saber com mais detalhes sobre cada uma das fases, basta acessar o FAQ da organização MSF ou o site oficial.

Veja também: Softwares médicos: guia com os melhores tipos e preços.

Critérios do processo seletivo da MSF

De nada adianta tentar realizar o cadastro para participar do processo seletivo da MSF se não preencher alguns dos principais critérios do processo. Por isso, confira alguns desses critérios. São eles:

  • Experiência profissional de ao menos dois anos;
  • Conhecimento em línguas estrangeiras;
  • Experiência de vida que esteja alinhada ao seu trabalho.

Todos estes critérios fazem parte do perfil que a organização Médicos Sem Fronteiras busca em seus possíveis e futuros profissionais.

Como é a atuação prática em campo?

Embora seja muito comum se ter em mente que os Médicos Sem Fronteiras arriscam sempre as suas vidas em campo, isto, por vezes, passa longe da visão de heroísmo que se tem da organização.

A verdade é que, de acordo com a própria MSF Brasil, a vida prática em campo liga-se aos fornecimentos de cuidados de emergência às populações em perigo e necessidade, que por si só já é o grande desafio.

Como funciona a remuneração dos médicos participantes do projeto?

A maioria das pessoas, ainda hoje, pensam que o trabalho dos Médicos Sem Fronteiras é voluntário.

Mas, a verdade é que não é bem assim. Mesmo que cerca de 90% de todo o seu orçamento corresponda a doações realizadas, os seus profissionais recebem, sim, seus salários.

Por sua vez, os profissionais que trabalham na organização Médicos Sem Fronteiras, recebem um salário um tanto reduzido, isto é, um valor equivalente a mil euros brutos durante os doze primeiros meses de trabalho.

Vale ressaltar que, ainda que o salário seja baixo, os Médicos Sem Fronteiras dão assistência aos seus profissionais.

Assim, os médicos não têm a necessidade de pagar por remédio, seguro de vida, seguro saúde, passagens aéreas, vistos, vacinação, acomodações e até mesmo transportes, são isentos destes gastos.

Como ser doador dos Médicos Sem Fronteiras?

medicos sem fronteiras medico mao oculos
Médicos Sem Fronteiras.

Para se tornar um doador dos Médicos Sem Fronteiras é muito simples. Basta apenas que você acesse o site oficial e busque a opção de ser um doador.

Dentre algumas opções, você pode ser um doador mensal com valores que variam entre trinta e oito reais a cento e cinquenta reais. Bem como, você mesmo pode digitar o valor que quer doar mensalmente.

Logo depois de selecionar o valor que deseja doar, basta preencher seus dados. Isto é, colocar seu CPF, E-mail, nome e sobrenome. Como também, concordar com os termos e selecionar a opção “não sou um robô”. Depois disso, clique em continuar para seguir as demais etapas necessárias.

Além disso, você pode ser um doador ao passo que economiza em suas compras. Só é preciso acessar a Risu, fazer alguma compra nas lojas participantes e uma parte do valor do que foi comprado será transformado em doação para os Médicos Sem Fronteiras.

A MSF é uma organização confiável para se fazer doação?

A MSF é uma empresa completamente confiável na hora de fazer uma doação. Uma vez que, você tanto pode ser um doador mensal quanto escolher a opção de doar uma única vez. Assim, não terá cobranças ou dinheiro debitado da sua conta.

Além disso, você mesmo pode acessar o Reclama Aqui para analisar os comentários a respeito do tema doação para os Médicos Sem Fronteiras.

Assim, poderá ver tanto a nota dada pelo site quanto analisar e ponderar os comentários a respeito da organização no aspectos de doação.

Conheça a Sinaxys

A Sinaxys, dentre tantas funções que possui, é uma das melhores plataformas que une profissionais da área de saúde à vagas de trabalho que estão de acordo com o seu perfil.

No entanto, a Sinaxys é uma plataforma que pensa no coletivo e que, por isso, sempre disponibiliza artigos ligados ao ramo da saúde a fim de manter os profissionais e estudantes  da área atualizados.

Por isso, se você é alguém que busca emprego ou que quer se manter por dentro dos assuntos mais atuais da área de saúde, acesso o site da Sinaxys e confira tudo o que tem de bom para você.

Conclusão

medicos sem fronteiras medicos parto
Médicos Sem Fronteiras: parto.

Desse modo, neste artigo você conferiu informações de muita importância sobre a organização Médico Sem Fronteiras, tais como o que caracteriza a organização, qual é o seu histórico e até mesmo o principal objetivo.

Sendo assim, se você quer continuar conferindo textos e artigos como esse, não deixe de acessar o nosso blog para saber mais e, então, ficar sempre atualizado, seja você um profissional da área de saúde ou estudante.

Compartilhe:

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Espere, profissional da saúde!

Baixe o app da SINAXYS gratuitamente

medico sinaxys

Encontre as melhores vagas de emprego na área da saúde.

medico sinaxys

Encontre vagas de emprego na área da saúde.