Quanto ganha um médico recém-formado?

quanto ganha um medico recem formado dinheiro

Dedicada a cuidar da saúde humana, a Medicina é uma das profissões mais competitivas e procuradas no mercado de trabalho, em especial em épocas de pandemia, como a que vivenciamos de março de 2020 para cá. A taxa de empregabilidade também é uma das mais altas do Brasil. Mas e quanto à remuneração? Você sabe quanto ganha um médico recém formado?

Dados do Instituto de Pesquisa Econômica Aplicada (IPEA) apontam que, para os recém-formados em Medicina, a taxa de empregabilidade está em 97%. O médico pode ser generalista, especialista, atuar na saúde de família, nas áreas públicas, privadas ou ainda como voluntário em grupos internacionais como o Médico sem Fronteiras.

Depois de seis anos de estudo e registro junto ao Conselho Regional de Medicina (CRM), esse profissional tem um imenso leque de possibilidades em mais de 50 especializações. Claro, exigindo novos investimentos em estudos, aprimoramento técnico e prático, realizado por meio de residências.

Considerada uma das carreiras mais bem pagas do país, o médico pode ter seu próprio consultório, trabalhar em clínicas, hospitais privados, na rede pública de saúde ou ainda lecionar em universidades ou realizar pesquisas.

Apesar da  Federação Nacional dos Médicos (Fenam) recomendar um salário mínimo de R$ 14.134,00 para 20 horas semanais de trabalho, na prática nacional esse valor está longe de ser realidade.

De acordo com o Site Nacional de Empregos (Sine), um médico recém-formado, ganha entre R$ 4.820,00 e R$ 8.147,00 em média. Já médicos com mais de oito anos de experiência têm remuneração média de R$ 11.769,00 e R$ 19.891,00. Números que podem variar ainda mais de acordo com a região.

Estados do Sul, Sudeste e Centro-Oeste oferecem maiores remunerações e possibilidades de trabalho, porém, a maioria deles continua mantendo mais de um emprego fixo ou mesmo realizando diversos plantões. Um médico plantonista inicia ganhando R$ 5.937,00 de salário e pode vir a receber até R$ 14.836,00.

De acordo com a Pesquisa Salarial e de Benefícios Online da Catho, a média salarial para esse cargo no Brasil é de R$ 9.467,00, enquanto um cirurgião inicia a carreira ganhando em média R$ 7.114,00.

Quanto ganha um médico recém-formado?

quanto ganha um medico recem formado cedula

De acordo com o Cadastro Geral de Empregados e Desempregados (Caged) do governo e o site salario.com.br, o salário de um médico recém-formado está em torno de  R$ 7.518,45 no mercado de trabalho nacional. Isso para uma jornada de trabalho de 23 horas semanais.

Para o cargo de clínico geral a remuneração média é de R$ 7.924,00, podendo ganhar até R$ 13.720,00. Para quem pensa em se especializar, uma das maiores remunerações é a do neurocirurgião que fica em média, entre R$ 30 mil e R$ 35 mil.

Para chegar lá, é preciso fazer dois anos de residência em cirurgia geral e mais cinco em neurocirurgia. Veja o exemplo de média salarial para médicos recém-formados em cinco cidades brasileiras:

Cidade                 jornada      média salarial   salário/hora

São Paulo                22 horas            R$ 9.796,35           R$ 89,32

Rio de Janeiro    22 horas           R$ 6.695,17         R$ 59,74

Brasília                        22 horas          R$ 8.981,77         R$ 74,48

Salvador                      30 horas          R$ 5.328,84         R$ 36,09

Belo Horizonte    25 horas          R$ 5.791,22          R$ 46,60

Quanto ganha um médico recém-formado por plantão?

Os médicos recém-formados que buscam melhorar a renda mensal, os plantões são uma ótima opção. Além disso, são também excelentes oportunidades para aperfeiçoar o aprendizado e as técnicas. Para um plantão de 24 horas a média é de R$ 1.000,00.

Já para o cargo de médico plantonista o salário inicial médio no Brasil está em torno de R$ 9.467,00, podendo ganhar até R$ 14.836,00, dependendo de vários fatores.

Quanto ganha um médico recém-formado na rede pública?

quanto ganha um medico recem formado estetoscopio

Com menos médicos do que o necessário, em especial nas regiões Norte e Nordeste do país, o serviço público de saúde, por meio do Sistema Único de Saúde (SUS), oferece salários menores do que o setor privado.

O Conselho Federal de Medicina pede R$ 11 mil por 20 horas semanais, mas o Governo paga aproximadamente R$ 7 mil por 40 horas semanais. Entretanto, é comum que médicos em início de carreira busquem oportunidades na rede pública pela oferta de empregos em unidades de saúde municipais, estaduais e federais.

Apesar dos salários não serem muito atrativos, a oportunidade de aprendizado no SUS é mais rica, em especial para os médicos recém-formados em universidades públicas.

Quais as possibilidades de carreira do médico recém-formado?

Em constante aprimoramento profissional, na realidade um bom médico nunca deve parar de estudar. Após seis anos de Medicina, muitos se deparam com a decisão de ter que escolher entre a especialização e a residência médica.

Entender melhor as diferenças entre as duas modalidades é fundamental para as oportunidades que podem surgir depois de formado. A especialização possui carga horária mínima de 360 horas e as especializações de dois a três anos, com mais de 2.880 horas de aula e treinamento por ano.

Outra diferença está em relação à bolsa. Na residência o médico recém-formado recebe uma remuneração da instituição onde atua, enquanto que na especialização, o curso é pago pelo próprio estudante. Além disso, a especialização trará conhecimento técnico e não título.

Por isso, ao fim do curso será necessário prestar um concurso de prova de título de especialista dentro da área escolhida e reconhecida pela Associação Médica Brasileira. São 53 especialidades oferecidas no Brasil, autorizadas e fiscalizadas pelas respectivas Sociedades Médicas.

As especializações em Medicina podem ser lato sensu (a própria especialização) ou stricto sensu (programas de mestrado ou doutorado). Entre as mais comuns estão:

  • Alergia e imunologia
  • Anestesiologia
  • Cancerologia (ou oncologia)
  • Cardiologia
  • Cirurgia cardiovascular
  • Cirurgia geral
  • Cirurgia plástica
  • Clínica médica (ou clínica geral)
  • Dermatologia
  • Endocrinologia e metabologia
  • Gastroenterologia
  • Geriatria
  • Ginecologia e obstetrícia
  • Medicina do trabalho
  • Oftalmologia
  • Ortopedia e traumatologia
  • Otorrinolaringologia
  • Pediatria
  • Psiquiatria
  • Urologia

É possível receber mais investindo em especializações?

quanto ganha um medico recem formado cobranca

Sim, e o recém-formado pode investir em cursos de especialização, de pós-graduação ou até mesmo em uma nova graduação. Ele pode também registrar seus títulos no CRM de sua região, porém o Decreto Lei 4.113/42 o proíbe de fazer referência ou divulgação de mais de duas especialidades.

A neurocirurgia é a especialidade com maior remuneração, mas também com maiores responsabilidades por tratar de todo o sistema nervoso central e periférico. Um neurocirurgião pode receber R$ 35.000,00 ou mais. Na área médica quem define o piso salarial dos médicos é a Federação Nacional dos Médicos.

O valor mínimo estabelecido pelo sindicato para os médicos em 2020 é de R$ 15.274,00 para uma jornada de cinco horas de trabalho diário. Já o valor mínimo da consulta é de R$ 187,49.

Patamares que ficam bem distantes da realidade, em especial no caso dos médicos recém-formados. Confira alguns exemplos de remunerações:

  • Pediatria: R$ 7.338,34
  • Ginecologia e obstetrícia: R$ 6.204,74
  • Cirurgia geral: R$ 7.114,87
  • Clínica médica: R$ 6.617,38
  • Medicina do trabalho: R$ 7.242,24
  • Cardiologia: R$ 5.419,12
  • Ortopedia e traumatologia: R$ 7.216,57
  • Oftalmologia: R$ 9.458,98
  • Radiologia e diagnóstico por imagem: R$ 9.043,00
  • Psiquiatria: R$ 7.442,00
  • Dermatologia: R$ 5.485,40
  • Otorrinolaringologia: R$ 5.703
  • Cirurgia plástica: R$ 22.083,08
  • Medicina intensiva: R$ 10.324,00

Valores médios de remuneração de médico por estados brasileiros

quanto ganha um medico recem formado pagamento

Como já destacamos, apesar do sindicato estabelecer critérios para pisos salariais mínimos na área médica, na prática isso está longe de acontecer, em especial pelas diferenças socioeconômicas de cada região brasileira.

As leis da oferta e da demanda, além das dinâmicas próprias no mercado de trabalho, também influenciam nos valores pagos. Regiões Sul e Sudeste concentram os melhores salários e também um maior número de profissionais atuando na área da saúde pública ou privada.

Dados do site salários.com base em informações do Caged indicam que, por exemplo:

Sudeste: um pediatra que trabalha 20 horas semanais em São Paulo, por exemplo, recebe aproximadamente R$ 8.055,00 por mês, enquanto o mesmo profissional no Rio de Janeiro recebe R$ 4.951,00.

Nordeste: por 20 horas semanais de trabalho, um cardiologista na Bahia recebe R$ 5.215,00, enquanto o mesmo especialista em Pernambuco, R$ 3.032,00.

Sul: no Rio Grande do Sul, um psiquiatra recebe, em média, R$ 5.280,00 por 25 horas semanais de trabalho. Já o mesmo profissional no Paraná pode receber R$ 7.935,00 por 18h de trabalho semanal.

Norte: no Amazonas um clínico geral, que trabalha 30 horas semanais, tem um salário médio de R$ 5.797,50. Já no Pará os rendimentos chegam a R$ 4.356.

Centro-Oeste: no Distrito Federal, por exemplo, um ginecologista pode receber R$ 6.629,34 por 23 horas de trabalho semanais, enquanto em Goiás o salário é de R$ 6.280,00 pela mesma carga horária.

E quanto ganham os Médicos residentes?

Em média, um médico residente inicia a carreira recebendo R$ 2.938,00, podendo chegar a R$ 4.058,00. No geral, no Brasil, essa média salarial é de R$ 3.259,00, sendo completada com quatro a cinco plantões por mês, que variam de R$ 800,00 a R$ 1.000,00 cada.

Na Universidade de São Paulo (USP), por exemplo, os salários médios pagos a um médico residente estão entre R$ 3.500,00 e R$ 3.926,00. O Ministério da Saúde, por meio de editais públicos anuais, financia instituições públicas e filantrópicas, que oferecem bolsas de R$ 3.330,43, podendo ser complementado a critério da instituição financiadora.

Valor este pago a todo profissional que faz parte de um programa reconhecido pelo Ministério da Educação (MEC), desde 2016. Porém, quem faz residência de Medicina de Família e Comunidade, sobretudo com o foco em estudo e pesquisa, pode ter esse valor aumentado.

Mercado de trabalho na Medicina

quanto ganha um medico recem formado prescrevendo

Com um mercado de trabalho bastante dinâmico, a profissão médica está entre as mais bem pagas no Brasil, de acordo com levantamento do Instituto de Pesquisa Econômica Aplicada (IPEA). O Instituto aponta ainda que a Medicina tem as jornadas de trabalho mais pesadas, entre os profissionais de nível superior, 42 horas semanais ou mais.

As regiões Sul, Sudeste e Centro-Oeste são as que concentram mais vagas de trabalho, enquanto a carência de médicos é maior no Norte, Nordeste e cidades do interior do país. Dados que podem ser uma ótima oportunidade de trabalho e de renda para quem está iniciando a carreira médica.

Programas do Governo Federal, como o Mais Médicos, estão entre os que mais contratam também. Oportunidades boas também para os médicos que se especializam em administração e gestão de pessoas, que são muito procurados para dirigir empreendimentos na área.

Diretores e gerentes hospitalares, por exemplo, têm alto faturamento. Abaixo destacamos a média salarial de profissionais que atuam em dez especialidades médicas reconhecidas pelo Conselho Federal de Medicina (CFM), de acordo com levantamento da Catho/Exame:

  • Cirurgião plástico R$ 18.564,00
  • Cirurgião R$ 15.975,00
  • Ortopedista R$ 14.353,00
  • Auditor sênior R$ 9.909,00
  • Anestesista R$ 9.849,00
  • Dermatologista R$ 9.058,00
  • Hematologista R$ 9.025,00
  • Mastologista R$ 8.999,00
  • Oncologista R$ 8.912,00
  • Colonoscopista R$ 8.820,00

 Vagas de emprego para médico recém-formado

quanto ganha um medico recem formado receita

Já formado, o médico que opta por uma especialidade, precisa concluir sua residência profissional. Caso contrário, o médico recém-formado, mais conhecido como generalista, ou clínico geral já poderá ingressar no mercado de trabalho.

Porém, vale ressaltar que, quanto maior for a sua especialização, sua remuneração será proporcional ao investimento profissional. Com um mercado de trabalho bem diversificado, existem boas oportunidades em empresas, hospitais, clínicas, clubes, centros de pesquisa ou de reabilitação ou ainda no serviço público.

Além disso, aqueles com espírito empreendedor podem abrir o próprio consultório. Dados do Cremesp apontam que no Estado de São Paulo, mais de 50% dos médicos possuem uma ou mais especializações, lembrando que nas cidades do interior, a quantidade de vagas para médicos generalistas é sempre maior.

Destacamos abaixo algumas áreas de atuação médicas bem atrativas:

Radiologia – Um profissional que atua nessa área trabalha em parceria com outros profissionais e os salários podem variar entre R$ 5.800,00 a R$ 20.000,00 para uma jornada de trabalho de aproximadamente 23 horas semanais.

Neurocirurgia – Área médica onde o neurocirurgião realiza as cirurgias mais complexas no cérebro e na medula espinhal. Os salários são superiores a R$ 21.000,00 para uma jornada de 22 horas de dedicação semanal.

Medicina esportiva e reabilitação – Uma área relativamente nova, porém de grande demanda. De acordo com dados do site Trabalha Brasil, o médico do esporte ganha cerca de R$10.000,00 por mês.

Oncologia – Dados liberados pelo Instituto Nacional do Câncer (INCA) mostram que, em 2020, os casos da doença em todo o território brasileiro aumentaram em quase 650 mil casos. Diante da assustadora demanda, o oncologista está se tornando um profissional indispensável. Os salários médios variam entre R$ 8.200,00 e R$ 25,000,00, para uma jornada de, em média, um dia por semana.

Infectologia – Depois da chegada do coronavírus o infectologista ficou ainda mais conhecido e necessário nas unidades hospitalares e de pesquisas. No Brasil a remuneração deste tipo de profissional gira entre R$ 6.200,00 a R$ 15.000,00 por 20 horas de trabalho semanal.

Medicina generalista – Por muitos anos deixados de lado, os médicos generalistas voltaram a ser valorizados no mercado da saúde. Em especial por já poder iniciar as atividades depois de formado e registrado no CRM. O salário médio por 23 horas de trabalho semanal gira em torno de R$ 7.000,00.

Ginecologia e obstetrícia – Está aí uma das áreas mais importantes que ajudam a dar continuidade à humanidade. Isso porque são responsáveis em acompanhar a gestação e trazer ao mundo milhares de novos seres todos os dias. Dependendo da qualificação, os salários giram entre R$ 7.000,00 a R$ 15.000,00 para uma jornada de 21 horas semanais.

Cirurgia plástica – Com a crescente preocupação com a imagem e a estética, o cirurgião plástico tem ganhado mercado e altos salários. Para 22 horas trabalhadas todas as semanas, ele pode ganhar R$ 15.000,00.

Psiquiatria – Especialistas apontam que 86% da população apresenta algum problema emocional ou psicológico, como depressão e ansiedade. Cenário que indica a necessidade crescente de bons psiquiatras. Os salários médios para uma jornada de trabalho de 20 horas semanais é de R$ 7.000,00.

Genética médica – Área da Biologia em franco crescimento. O geneticista em início de carreira pode ganhar entre R$ 6.000,00 e R$ 9.000,00 por mês.

Medicina Nuclear – Tecnologia que pode curar e prevenir doenças. O profissional que atua nessa área pode ganhar até R$10.000,00 por 15 horas de trabalho semanais.

Sinaxys

quanto ganha um medico recem formado doutora

Mesmo com um mercado de trabalho muito dinâmico, o setor da Medicina oferece oportunidades profissionais em todas as áreas e localidades. Saber identificar as melhores vagas, localizações e salários pode ser uma tarefa difícil, para quem já tem uma carreira bem atribulada como os médicos.

Para facilitar a busca por ferramentas digitais, pode fazer toda a diferença para localizar uma boa colocação profissional. Voltada para networking e vagas para profissionais de saúde, a Sinaxys é um app criado para conectar vagas de trabalho com profissionais de saúde.

Tudo para que o profissional tenha autonomia nesse mercado, tornando-se referência e aumentando a sua captação de pacientes. Para o gestor, é uma forma simples, segura e eficiente de contratar. O acesso é gratuito e o anúncio da vaga é feito em menos de dois minutos.

O app traz maior autonomia profissional, facilitando a busca por vagas, por meio de filtros. Além disso, o médico desenvolve e melhora seu networking, podendo receber mais pacientes e também encaminhá-los a outros profissionais.

A Sinaxys abre novos caminhos, amplia oportunidades para os profissionais da área da saúde, bem como para as empresas que estão à procura destes trabalhadores.

Conclusão

Como vimos acima, o médico recém-formado tem um leque imenso de possibilidades de atuação no mercado da saúde, mesmo que decida começar a trabalhar ao sair da faculdade.

Neste caso, precisará apenas do registro no Conselho Regional de Medicina (CRM), ingressando no setor como médico generalista ou mais conhecido como clínico geral e salários médios entre R$ 4.820,00 e R$ 8.147,00.

Para quem busca se especializar, são mais de 50 as áreas de atuação e os salários diferem dependendo de vários fatores e, em especial do grau de qualificação. No Brasil o mercado de trabalho médico é bem concorrido, com maior demanda por atendimentos nas regiões Sul, Sudeste e Centro-Oeste e vagas sobrando nas demais regiões do país, principalmente nas cidades do interior.

Quem optar pela área cirúrgica encontrará maior rigor na especialização, mas também melhores salários. A Pesquisa Salarial e de Benefícios Online da Catho indica que o salário inicial médio do médico cirurgião no Brasil é de R$ 7.114,00.

Para facilitar essa busca e a integração entre gestores e profissionais da saúde, apps como a Sinaxys ampliam as possibilidades de trabalho e expansão profissional.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *