Redes sociais para médico: guia completo atualizado 2022

Redes sociais para médicos
Compartilhe:

Sobre o que estamos falando:

Se você é médico e quer investir nas redes sociais de uma forma mais profissional, saiba que está no caminho certo. Afinal, hoje em dia, o mundo está cada vez mais conectado. 

É só pensar nas primeiras ações fazemos ao acordar: além de abrir os olhos, consultar o WhatsApp para conferir as mensagens virou algo bem trivial, concorda?

Mas, não basta apenas criar um perfil e produzir conteúdo de uma forma aleatória. Planejamento, organização, acompanhamento dos resultados e contar com pessoas da área são aspectos essenciais.  

Para ajudar você e outros colegas médicos que ainda não sabem por onde começar nas redes sociais, montamos este guia completo, com os primeiros passos que você deve seguir. Boa leitura!

Confira neste conteúdo os seguintes tópicos:

  • Por que é tão importante investir nas redes sociais?
  • O que o médico não pode postar nas redes sociais?
  • Qual é a rede social mais indicada para médicos?
  • Marketing médico nas redes socais: por onde começar?
  • Investir nas redes sociais ajuda na conquista de novas oportunidades. A Sinaxys também! 

Por que é tão importante investir nas redes sociais?

Se há 50 anos alguém dissesse que um dia seria possível se comunicar com outras pessoas escrevendo um texto, por meio de um aparelho, certamente isso seria transformado em um roteiro de cinema. 

Porém, hoje, a tecnologia, a internet e as redes sociais são tão presentes na nossa vida que fica difícil imaginar viver sem um celular. Considerando todo esse movimento digital, vale a pena investir nele de uma forma profissional, a fim de para conquistar reconhecimento e, consequentemente, mais pacientes para o seu consultório. 

Para você ter uma ideia, o número de usuários ativos na internet ultrapassa a marca dos 5 milhões. Muita gente, não é mesmo?

Acontece que, você enquanto médico, precisa seguir algumas orientações do Conselho Federal de Medicina sobre como produzir conteúdo nas redes sociais e utilizá-las ao seu favor. No próximo tópico, citamos as principais. 

Redes sociais para médicos

O que o médico não pode postar nas redes sociais?

Se você for usar as suas redes sociais de uma forma profissional, precisa ter atenção ao que diz o Conselho Federal de Medicina sobre publicidade e marketing médico. 

Conforme o CFM, é proibido:

  • Usar as expressões que levem o seu público a achar que você é o “melhor” ou mais “capacitado” da área;  
  • Garantir resultados ao paciente, dando-lhes certeza de que, fazendo o tratamento com você, ele atingirá determinado objetivo;
  • Promover consultas via chat ou comentários nas redes sociais. Você pode responder dúvidas, porém jamais consultar um paciente por esse meio de comunicação;
  • Fazer promoções ou descontos;
  • Falar mal de outros profissionais médicos;
  • Postar antes e depois de pacientes. E, caso algum seguidor, por sua orientação, faça isso por “livre e espontânea vontade”, essa conduta poderá ser investigada pelo Conselho;
  • Selfies com pacientes, pois isso pode caracterizar sensacionalismo e autopromoção. 

Você pode conferir a resolução completa clicando aqui.

A Sinaxys também ajuda você a encontrar boas oportunidades profissionais: clique aqui e se cadastre grátis, sem compromisso! 

Qual é a rede social mais indicada para médicos?

Hoje, devido à quantidade de redes sociais e do fácil acesso à informação, muitos profissionais ficam perdidos na hora de escolher o canal adequado. 

Como regra geral, o que mais indicado é buscar uma rede social onde o seu público está concentrado. Veja alguns dados importantes:

  • 84% das pessoas utilizam o Facebook possuem entre 25 e 30 anos. Já na faixa etária entre 30 e 49 anos, esse número cai para 79%. Essa rede social também é mais utilizada por mulheres; 
  • Já o Instagram concentra um público na faixa etária entre 16 e 29 anos, o que corresponde a 84% dos usuários. De todos os usuários dessa rede, 86% seguem perfis profissionais;
  • O YouTube hoje é  o 2° site mais visitado e seu público é composto em grande maioria por homens, equivalendo a 62%. Esses usuários costumam ter entre 25 e 44 anos;
  • O Tik Tok, por outro lado, é uma rede mais voltada ao público jovem, concentrando em sua maioria pessoas entre 13 e 24 anos. 

Dito tudo isso, se você ficou em dúvida sobre por onde começar, consulte um profissional da área de marketing digital. 

Continue lendo para conferir algumas dicas de redes sociais para médicos. 

Redes sociais para médicos

Marketing médico nas redes socais: por onde começar? Os 7 passos essenciais + dica bônus! 

1. Lendo sobre o assunto

Você não precisa ser nenhum especialista em marketing digital e em redes sociais, no entanto, é necessário entender sobre o tema.

Afinal, com os conhecimentos básicos, fica muito mais fácil dialogar com pessoas da área, criticar soluções propostas e até mesmo fazer sugestões. 

Para te ajudar a entender melhor sobre esse universo do digital, separamos alguns sites interessantes para visitar:

Alguns profissionais que você pode acompanhar no Instagram para entender melhor sobre marketing digital são @rafael.rez e @camilarenaux

2. Analisando o que os colegas estão fazendo

Se você tem algum colega médico que é bem presente nas redes sociais, analise o tipo de conteúdo que ele produz. Veja também os comentários dos seguidores. 

E, caso seja uma pessoa próxima a você, converse com ela.  Não esqueça de perguntar como foi esse processo de entrada nas redes sociais de uma forma profissional e quais foram os principais desafios enfrentados. 

Outra dica é também procurar as referências da sua especialidade, para entender o que eles estão fazendo nas redes sociais.

3.Estando por dentro das novidades do marketing digital

Bom, assim como ler os conceitos básicos sobre redes sociais para médicos, é indispensável estar por dentro das novidades da área. 

Nos mesmos perfis que citamos acima você pode ficar por dentro de tudo que acontece no digital. Porém, as suas pesquisas não precisam se restringir apenas a eles: busque outras fontes para se manter informado.

4.Buscando os profissionais da área

Com tantas atividades e plantões para dar conta, tentar cuidar sozinho das redes sociais não é uma boa saída. Isso porque o digital pede uma certa constância e, sem tempo, é impossível manter as suas páginas atualizadas. 

Você pode tanto contratar profissionais autônomos para ajudá-lo, como social media, design gráfico e editor de vídeo ou então optar por uma agência de marketing.

E qual dessas alternativas é melhor?

Depende. Nossa dica é que você conheça o trabalho das agências de marketing especializadas em marketing médico e também fale com profissionais autônomos da área. 

Dê preferência ao que oferecer o melhor custo-benefício: se você tem um pouco mais de tempo livre, pode ser interessante contratar a sua própria equipe. Agora, se a sua agenda for mais apertada, optar por uma agência talvez seja a solução mais assertiva. 

Redes sociais para médicos

5.Estabelecendo um tempo para produzir conteúdo

Você com certeza se prepara para pegar um avião ou então, antes de algum procedimento cirúrgico, para não deixar o paciente esperando. 

Com o conteúdo das suas redes sociais, você também precisa separar um tempo livre na sua agenda e encarar aquele momento com inadiável, assim como um voo ou uma cirurgia.

Do contrário, sua página não será humanizada, chamando pouca atenção dos seus seguidores. 

6.Adquirindo equipamentos básicos 

Nem sempre você contará com um profissional social media ou então editor de vídeo do seu lado para produzir conteúdo. Porém, as suas redes sociais não podem ficar desatualizadas. 

Pensando nisso, adquiria os equipamentos básicos para gerar conteúdo para suas redes sociais. Fizemos uma pequena lista, que pode ajudar você:

  • Celular com uma boa câmera;
  • Suporte de mesa e microfone de lapela para celular;
  • Ring light, fundamental para iluminação de ambientes mais escuros;
  • Gimbal, para imagens em movimento.

Antes de usá-los, entenda como funcionam e sempre esteja com eles. Afinal, sempre pode aparecer uma boa oportunidade para gerar conteúdo.

Todos esses equipamentos você pode encontrar facilmente em lojas que vendam eletrônicos e/ou acessórios para celular. 

7.Acompanhando os seus resultados

Para saber se você está ou não sendo assertivo nas redes sociais, não deixe de analisar os seus resultados. A melhor forma de fazer essa análise é verificando algumas métricas, como:

  • Quantidade de comentários e mensagens que você recebe: a interação com as pessoas é fundamental para ter um bom engajamento;
  • Quantidade de visualizações: quando você começar a produzir conteúdo, as suas contas nas redes sociais deverão ser alteradas para contas profissionais. Com isso, será possível visualizar quantos seguidores as suas publicações alcançaram;
  • Quantidade de seguidores ativos: ter muitos seguidores é importante, no entanto, é mais valioso que eles interajam com você, como falamos no primeiro tópico.

Outro aspecto que vale ser ressaltado é todas as métricas que devem ser analisadas devem estar de acordo com o seu objetivo. Quer um exemplo?

Digamos que você pretende conquistar 10 novos pacientes para seu consultório toda semana, vindos das redes sociais. Neste caso, uma métrica interessante a ser a analisada é a quantidade de mensagens recebidas em detrimento do número de novos seguidores, por exemplo. 

Redes sociais para médicos

8.Dica bônus: Expandindo para outros formatos

Além das redes sociais para médicos, você pode apostar em sites, vídeos para o YouTube e até em podcasts. Lembre-e também que, para manter a constância e a qualidade do seu conteúdo, contar com profissionais da área será indispensável. 

No entanto, não tente fazer tudo ao mesmo tempo. O marketing de conteúdo é um universo muito amplo e, para aproveitar todas as possibilidades, é necessário se posicionar nas redes sociais como autoridade primeiro.

Por fim, vale ressaltar que todo o seu conteúdo produzido nesses outros canais deve ser replicado nas suas redes sociais, considerando o formato o adequado.

Um video no YouTube pode ter até uma hora de duração, mas, no Instagram, o ideal é que ele seja bem menor, por exemplo.

Investir nas redes sociais ajuda na conquista de novas oportunidades. A Sinaxys também! 

Vivemos num mundo conectado e, fugir disso, é abrir mão de boas oportunidades profissionais. Para os médicos, então, as redes sociais contribuem para aumentar a percepção de confiança por parte dos pacientes. 

Além disso, como você viu, é um ótimo meio para divulgar o seu trabalho e, até mesmo, orientar as pessoas acerca de temas importantes. 

Assim como as redes sociais, a Sinaxys também ajuda você a encontrar boas oportunidades profissionais!

A Sinaxys é uma plataforma totalmente gratuita que conecta você, que está em busca de vagas na área da saúde, com gestores e recrutadores. 

Ao baixar e se cadastrar no App da Sinaxys, você tem acesso a uma série de vagas para médicos. Na plataforma, você pode visualizar: 

  • Localização e fotos do local;
  • Carga horária;
  • Valor pago por hora. 

Vagas interessantes estão esperando por você: clique para se cadastrar na Sinaxys!

Leia mais 

LGPD para médicos: as 5 violações que você não conhecia

Aplicativo da Sinaxys: o que é e como se cadastrar gratuitamente para encontrar vagas 

Experiência do paciente: aprenda a aplicar o conceito na sua clínica 

Marketing para médico: Guia completo para você começar

 

Compartilhe:

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Espere, profissional da saúde!

Baixe o app da SINAXYS gratuitamente

medico sinaxys

Encontre as melhores vagas de emprego na área da saúde.

medico sinaxys

Encontre vagas de emprego na área da saúde.