Dermatologia: o que é, o que trata, e qual a formação do especialista

dermatologia analise rosto
Compartilhe:

A Dermatologia é uma área em evolução no Brasil e que tem atraído cada vez mais estudantes interessados nesta especialização médica.

Atualmente, estima-se que já são cerca de 8 mil dermatologistas atuando em todo o país, nas mais diversas frentes de atuação: clínicas, hospitais, laboratórios e instituições educacionais.

Por este motivo, trazemos neste post informações importantes a respeito desta carreira com o objetivo de guiar você que pretende segui-la ou você que já atua nela.

Afinal, você realmente sabe o que é a dermatologia? Quais doenças ela trata? Suas funções e o seu amplo mercado? Entre outros aspectos acerca desta profissão?

Então veja abaixo tudo que você precisa saber sobre esta especialidade e suas subespecialidades que buscam cuidar do órgão mais importante do nosso organismo: a pele.

O que é a Dermatologia?

dermatologia medico analisando paciente

A Dermatologia é a ciência que se preocupa com o diagnóstico e tratamento de doenças da pele, cabelos e unhas.

Ou seja, é o dermatologista quem nós procuramos quando estamos sofrendo com problemas como infecções, micoses, acnes, alterações na tireóide, por exemplo.

Além disso, é também a especialidade indicada para atuação em procedimentos médicos estéticos, cirúrgicos e oncológicos.

A Dermatologia, acompanhando o progresso geral da Medicina, teve, nas últimas décadas, grande crescimento, não somente quantitativo como qualitativo.

Visto que as pessoas estão cada vez mais preocupadas com sua saúde e bem-estar, além dos grandes avanços tecnológicos que beneficiam em muito os pacientes.

Quem é o dermatologista?

Um dermatologista é o especialista médico que você deve consultar se tiver algum problema significativo com a sua pele, o maior órgão do corpo humano e responsável por diversas funções no nosso organismo.

Isso porque, a dermatologia cuida de todo tipo de doenças e infecções relacionadas à nossa pele, desde simples infecções e alergias até tumores.

Ou seja, é este profissional que irá tratar crianças e adultos com distúrbios benignos e malignos da pele, além de cabelos, unhas e membranas mucosas adjacentes.

Vale ressaltar que, atualmente, são mais de 3 mil doenças dermatológicas que afetam a pele de crianças, adultos e idosos: acne, alergia, queda de cabelo, hanseníase (lepra) e até câncer de pele.

Sendo assim, o dermatologista irá atuar no diagnóstico, prevenção e tratamento destas doenças, além de orientar sobre cuidados gerais, solucionar problemas estéticos e trabalhar na manutenção da beleza da pele.

Este profissional  também é habilitado para tratar de doenças nas mucosas, como afecções na boca, lábios, gengiva, língua e também na área genital. Neste caso enquadram-se as doenças sexualmente transmissíveis (DSTs).

No entanto, para fazer esta avaliação o dermatologista solicita um exame dermatológico, além de outros exames complementares. E para se tornar este especialista, é necessário muito estudo e dedicação, como qualquer outra carreira na área médica.

O que trata a Dermatologia?

dermatologia medica paciente

Segundo a Sociedade Brasileira de Dermatologia, existem mais de 3.000 doenças relacionadas à pele, tornando a especialidade em dermatologia mais do que necessária.

Devido ao alto número de problemas que a pele pode ter, listamos aqui apenas os mais comuns.

Problemas e doenças mais comuns que são tratados pela Dermatologia

São mais de 3 mil doenças que a dermatologia trata, sendo uma das áreas médicas que mais possuem doenças para tratamento e prevenção.

Abaixo citamos apenas as cinco principais e mais comuns:

  • ACNE: trata-se de uma das doenças mais frequentes que existem, atingindo em torno de 11 milhões de brasileiros. É uma doença que acomete as glândulas sebáceas (face, tórax e parte superior das costas), sendo muito comum em adolescentes. No entanto, ela pode ocorrer em qualquer fase da vida;
  • MICOSES SUPERFICIAIS: São infecções fúngicas causadas por fungos que precisam de queratina para o seu crescimento e, por esse motivo, não acometem a mucosas e causam infecções na pele, nos cabelos, nos pêlos e nas unhas. Podem ocorrer em qualquer idade e por diversos fatores (contato direto ou indireto com pessoas infectadas e animais ou solo, por exemplo);
  • DERMATITES: englobam uma ampla variedade de doenças da pele ocasionadas por diversos fatores, porém possuem lesões e quadro clínico semelhantes. São caracterizadas por coceira, eritema (vermelhidão) e formação de bolhas quando agudas; e quando crônicas, possuem também descamação, fissuras e xerose (secura) da pele;
  • NEVOS MELANOCÍTICOS (PINTAS): todo mundo tem uma pinta, isso é fato, mas elas também podem apresentar a possibilidade de se transformarem em câncer de pele e quando há essa suspeita ela pode ser retirada, ou até mesmo por questões estéticas;
  • VERRUGAS VIRAIS: costumam surgir a partir de uma infecção viral. São muito comuns em crianças, mas também podem aparecer em adultos. Elas atingem qualquer parte do corpo, sendo mais comuns em locais de traumatismo como joelho, mãos, dedos e cotovelos.

A melhor forma de prevenir estes problemas é, sem dúvidas, a consulta regular com o dermatologista.

Funções da Dermatologia

dermatologia medica examinando pele

Você já sabe o que é a dermatologia, quem é este profissional e do que esta especialidade médica trata, mas você sabia que ela é bem distribuída em suas funções?

Confira abaixo as três principais funções da dermatologia:

Preventiva

A dermatologia preventiva promove e muito a saúde e beleza da nossa pele, de modo geral. Isso porque, uma pele bem cuidada dificilmente sofrerá com problemas como desidratação, opacidade, aspereza, falta de elasticidade, vermelhidão e descamação.

Quando a pessoa não cuida da pele, além destes problemas, ela pode sofrer com outros mais graves como infecções, ressecamento e irritação.

Diagnóstica

A dermatologia diagnóstica é dedicada à identificação e análise de doenças cutâneas ou em estruturas como cabelos e unhas. Esta função da dermatotologia tem como objetivo detectar precocemente esses problemas para evitar complicações.

O diagnóstico de doenças na pele ou seus anexos pode ser feito por meio de investigação clínica, exame físico e adoção de ferramentas complementares, como Dermatoscopia, Foto 3D e análise digital da pele e Tricoscopia, com intuito de detalhar as afecções.

Clínica

Esta função da dermatologia tem como principal objetivo o diagnóstico, prevenção e tratamento de doenças que possam atingir não só a pele, mas também mucosas, cabelos e unhas.

Por esta razão, o dermatologista clínico deve ser consultado em casos onde o paciente tenha sintomas e alterações na pele e seus anexos que possam comprometer a sua saúde e o bem-estar.

Quando se deve procurar um dermatologista?

dermatologia medica aparelho rosto paciente

Como já dissemos, a pele é o maior órgão do corpo humano e é responsável por diversas funções essenciais ao seu funcionamento. É esse órgão que nos ajuda a não perder água demasiadamente, além de evitar a penetração de diversos patógenos e proteger contra a radiação.

E assim como diversos outros órgãos, ela precisa de tratamento quando não funciona corretamente e é então que deve entrar em cena o dermatologista. Sendo assim, é essencial buscar atendimento dermatológico o mais breve possível ao observar sinais e alterações, como:

  • Cravos e espinhas em excesso – alteração na pele pode apontar uma possível acne, que não é um problema simples de resolver e pode deixar marcas e cicatrizes se não tratada adequadamente;
  • Coceira, vermelhidão e descamação – podem ser sinais de diversos como problemas desde uma picada de inseto, dengue e até câncer. Manchas avermelhadas na pele, que coçam, podem indicar alergias ou irritações como dermatites ou eczema. E se não tratadas podem ocasionar em problemas maiores como feridas e infecções na pele;
  • Manchas e pintas suspeitas – grande parte dos sinais que temos pelo corpo é benigna por já nascemos com eles. Porém, somente um dermatologista é capaz de descartar o risco de malignidade de um sinal que está apresentando alterações de cor e tamanho;
  • Pele muito seca ou muito oleosa – é fato que a pele perfeita não existe, mas é bom procurar um médico para indicar os produtos e tratamentos mais adequados ao seu tipo de pele e evitar problemas futuros;

No entanto, o dermatologista não cuida só da pele, mas de outros problemas. Por isso, você também deve procurá-lo se observar:

  • Sudorese excessiva e/ou mau cheiro nas axilas ou nos pés – visto que estes problemas podem ser sinais de condições como hiperidrose e/ou bromidrose e podem afetar diretamente a qualidade de vida da pessoa;
  • Unhas fracas e/ou queda constante de cabelo – também podem ser sinais de diversos problemas, como alterações na tireóide, anemia e micose, por exemplo.

Vale ressaltar que a dermatologia é a área que mais possui doenças, justamente pela pele ser o órgão mais importante do nosso organismo – são cerca de 3 mil doenças que podem acometer a pele.

Por isso, não deixe para ir ao dermatologista apenas se sentir sintomas de problemas, considerando que ao visitar este profissional regularmente ajuda a prevenir doenças e manter sua pele e seus anexos saudáveis.

Subespecialidades da Dermatologia

dermatologia medica analisando braco

Onicologia:

Ocupação voltada ao diagnóstico e tratamento clínico-cirúrgico das doenças que acometem a unidade ungueal. Dentre as doenças mais comuns dessa região estão a unha encravada, a onicomicose e as unhas frágeis.

Dermatologia estética (cosmiátrica)

A Dermatologia Cosmiátrica busca estudar e tratar da beleza de forma ampla, ética e profissional, realizando procedimentos e tratamentos com o objetivo da manutenção da beleza e melhoria da aparência da pele.

Dermatologia cirúrgica

É responsável pelo diagnóstico e tratamento de questões clínicas e estéticas que têm relação com a pele, cabelos e unhas. Se utiliza técnicas cirúrgicas, cosmiátricas, oncológicas e reconstrutivas.

Dermatologia oncológica:

A Dermatologia Oncológica é responsável pelo diagnóstico, tratamento e prevenção do câncer da pele, o tipo de câncer mais frequente no Brasil.

Dermatologia pediátrica

Esta subespecialidade trata de doenças dermatológicas em bebês, crianças e adolescentes.

Outras subespecialidades

Algumas das novidades desta área são:

  • A Hansenologia: que é voltada para tratamento da Hanseníase, uma perigosa doença de pele para o ser humano;
  • A Dermatopatologia: área da dermatologia focada no estudo histológico de doenças de pele.

Como é a formação em Dermatologia?

dermatologia maos rosto paciente

A dermatologia é uma área que vem crescendo muito no país e atraindo cada vez mais profissionais.

De acordo com o estudo Demografia Médica no Brasil, elaborado pelo Conselho Federal de Medicina e pelo Conselho Regional de Medicina do Estado de São Paulo, existem atualmente cerca de 6 mil dermatologistas em atuação no país.

Contudo, para se tornar um dermatologista ou qualquer outro especialista na área médica, é preciso muita dedicação aos estudos e comprometimento.

Graduação em Medicina

O estudante que deseja seguir carreira na dermatologia deve, primeiramente, cursar uma faculdade de Medicina, com duração de seis anos.

Essa graduação é oferecida na modalidade Bacharelado e pode ser encontrada nas principais universidades públicas e privadas do Brasil.

Especialização em Dermatologia

Após a formação em Medicina, será preciso que o estudante faça uma especialização ou residência médica, com duração que varia de três a quatro anos em período integral.

Vale destacar que para estes profissionais a residência é considerada o ideal, pois é reconhecida como uma pós-graduação. Enquanto para reconhecer a especialização o profissional precisa passar por uma prova da Sociedade Brasileira de Dermatologia.

Quanto tempo demora a formação em Dermatologia?

A duração da formação vai depender da dedicação e vontade de cada um, visto que estamos falando de uma área que mais possui doenças.

Como profissionais, é sempre preciso que o dermatologista esteja em formação contínua, ou seja, se atualizando e estudando frequentemente, para oferecer aos pacientes os melhores tratamentos.

Geralmente, são seis anos cursando Medicina e mais três ou quatro anos de especialização e/ou residência médica, fora os congressos nacionais e internacionais e cursos extracurriculares que o profissional busca participar para compreender ainda mais a área e o mercado todos os anos.

Há dermatologistas que buscam ainda mais conhecimento, estudam fora do país, fazem pesquisas e conversam frequentemente com seus colegas de profissão.

Buscar orientação de um profissional bem qualificado é o ideal para que você não tenha surpresas e possa ter o tratamento mais adequado.

Por que se especializar em Dermatologia?

A dermatologia é uma das áreas que mais vem crescendo no Brasil, além de o profissional possuir um campo amplo de atuação. Este profissional pode trabalhar em:

  • Clínicas ou hospitais (públicos e privados);
  • Laboratórios, no segmento de pesquisa;
  • Na área da Educação, dando aulas em instituições;

O dermatologista pode ainda se especializar e atuar com três áreas específicas:

  • Cosmiatria – estudo sobre os efeitos dos cosméticos sobre a pele;
  • Hansenologia –  o dermatologista é focado na doença hanseníase, uma das mais antigas da humanidade;
  • Cirurgia Dermatológica – o cirurgião dermatológico atua na realização de cirurgias na pele.

Qual o salário de um dermatologista em 2021?

dermatologia injecao rosto

Em 2021, estima-se que a média de salário de dermatologista brasileiro seja de  R$ 4.766,97 para uma jornada de trabalho de 18 horas semanais, segundo pesquisa do site Salario.com.br junto a dados oficiais do Novo CAGED, eSocial e Empregador Web, das quais, foram coletados 112 salários de profissionais admitidos e desligados pelas empresas no período de Outubro de 2020 a Setembro de 2021.

No entanto, considerando que este profissional pode trabalhar em diferentes áreas e para mais de uma instituição, este salário pode aumentar.

Quanto ganha uma dermatologista iniciante e um experiente?

Os salários de dermatologistas estão entre os mais altos do ramo da medicina justamente pelo amplo leque de atuação deste profissional. A média salarial das dermatologistas clínicas é de R$ 9.384,00.

Porém, os salários para quem está ingressando na área da dermatologia ficam em torno de R$ 3.350,00 e as médicas residentes têm um ganho salarial de R$ 2.975,00.

Quanto ganha um dermatologista pelo SUS?

O salário de um dermatologista concursado é de cerca de R$ 6.192,90 para uma jornada de 20 horas semanais,

Conclusão

A área médica é cheia de desafios e especialidades, com o objetivo de atender às pessoas em seus mais variados problemas.

A dermatologia é uma das principais especializações atualmente na Medicina e que vem atraindo cada vez mais novos profissionais.

No entanto, seu mercado em ascensão é só um dos muitos motivos para se especializar nesta área.

Outro ponto é que ela tem um amplo leque de atuação e diferentes remunerações, conforme a escolha dos dermatologistas. No entanto, para ser um especialista na área tem que ter muita dedicação e vontade, visto que a formação é longa e constante.

E isso porque são muitas subespecialidades dentro da dermatologia, que aumentam de acordo com as necessidades impostas pelo mercado, além de ser uma área que possui mais doenças e tratar do órgão mais importante do nosso organismo: a pele e seus anexos.

Entre as doenças que podemos destacar estão a acne, micoses superficiais, dermatites diversas, pintas e verrugas virais.

Já os motivos para ir a este médico incluem cravos e espinhas em excesso, coceira, vermelhidão e descamação, manchas ou pintas suspeitas, pele muito seca ou oleosa, além de suor excessivo, unhas fracas e queda excessiva de cabelo.

Mas é importante dizer que para evitar tais problemas e manter a boa saúde da sua pele, pelos, unhas e cabelo, o indicado é procurar este profissional regularmente e não só quando sentir que algo está errado.

Saiba mais sobre Medicina e suas especialidades em nosso blog.

Compartilhe:

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

medico sinaxys

Encontre as melhores vagas de emprego na área da saúde.