Especialidades odontológicas: veja todas reconhecidas pelo CFO – 2021

especialidades odontologicas paciente

Atualmente, no Brasil, a Odontologia conta com 19 especialidades odontológicas reconhecidas pelo Conselho Federal de Odontologia (CFO). Hoje falaremos quais são elas e as suas particularidades.

Para que você possa esclarecer todas as dúvidas sobre os procedimentos que podem ser realizados pelos profissionais destas áreas, preparamos este artigo.

 Quais são as especialidades odontológicas reconhecidas pelo CFO (2021)?

especialidades odontologicas maos

Até o ano de 2020, tínhamos o total de 23 áreas reconhecidas pelo CFO. No entanto, em 2021, quatro delas já não fazem mais parte das especialidades reconhecidas e hoje contamos com apenas 19, sendo elas:

1- Cirurgia e Traumatologia Buco-Maxilo-Faciais;

2- Dentística;

3- Disfunção Temporomandibular e Dor Orofacial;

4- Endodontia;

5- Estomatologia;

6- Radiologia Odontológica e Imaginologia;

7- Implantodontia;

8- Odontologia Legal;

9- Odontologia do Trabalho;

10- Odontologia para Pacientes com Necessidades Especiais;

11- Odontogeriatria;

12- Odontopediatria;

13- Ortodontia;

14- Ortopedia Funcional dos Maxilares;

15- Patologia Bucal;

16- Periodontia;

17- Prótese Buco-Maxilo-Facial;

18- Prótese Dentária;

19- Saúde Coletiva e da Família.

Agora que você já sabe quais são as 19 especialidades odontológicas reconhecidas pelo Conselho Federal de Odontologia, falaremos sobre cada uma delas em detalhes.

Cirurgia e Traumatologia Buco-Maxilo-Faciais

Cirurgia e Traumatologia Buco-maxilo-facial é a especialidade odontológica que tem como objetivo o diagnosticar e tratar com procedimento cirúrgico e auxiliar, as doenças, traumatismos e anomalias adquiridas ou congênitas do sistema mastigatório, anexos e estruturas craniofaciais associadas.

Esta especialidade é exercida por profissionais qualificados para executar procedimentos de maior complexidade, com o objetivo sempre voltado para a eficácia e para a eficiência em procedimentos.

Em toda e qualquer especialidade odontológica, o profissional tem competência para prescrever medicamentos aos pacientes e solicitar exames extras que sejam necessários para o desempenho em suas áreas de competência.

O fato de o profissional estar capacitado para a especialidade não implica na obrigatoriedade de o mesmo atuar em todas as áreas de competência. Ele pode atuar de forma dominante em apenas uma delas.

Dentística

Quando o assunto é cuidar do seu sorriso e deixar tudo mais bonito e em harmonia, a dentística é a área da odontologia que faz a união entre a estética e a saúde, uma vez que ela atua tanto na cosmética quanto na restauração dental.

Além de preservar e fazer a correção estrutural e funcional dos dentes do paciente, essa especialidade odontológica tem também como prioridade a satisfação em relação a estética, trazendo mais beleza e harmonia para o seu sorriso.

Seja para reparar um dente danificado ou para remover manchas que escurecem os seus dentes, o profissional especialista em dentística pode ser procurado, pois ele saberá indicar com perícia a melhor solução para o seu caso.

Normalmente, a dentística é considerada como uma área que atua resumidamente, na parte de estética dos dentes, mas também é recomendada para solucionar problemas funcionais ou estruturais, pois o profissional especializado neste segmento é altamente qualificado para isso.

Embora possa parecer que não, esta especialidade é extremamente importante, pois ela é responsável por impedir o avanço e restaurar os dentes com lesões em fase inicial, evitando a necessidade de tratamentos mais complexos como as extrações, tratamentos de canal e colocações de próteses dentárias.

Disfunção Temporomandibular e Dor Orofacial

Esta é uma especialidade consideravelmente nova, tendo em vista que ela só foi reconhecida pelo Conselho Federal de Odontologia (CFO) em 2002. Com isso, é compreensível que ainda seja desconhecida por grande parte das pessoas.

A Disfunção Temporomandibular e Dor Orofacial é uma especialidade que tem o foco em promover e desenvolver uma base sólida de conhecimentos científicos para ajudar na compreensão do diagnóstico e no tratamento de dores e distúrbios do aparelho mastigatório, da região orofacial e estruturas referentes.

O profissional especialista em Disfunção Temporomandibular e Dor Orofacial tem competência para atuar nas seguintes áreas:

  • Diagnóstico e prognóstico das dores orofaciais complexas, particularmente as dores crônicas;
  • Diagnóstico e prognóstico de disfunções temporomandibulares;
  • Inter-relacionamento e participação da equipe multidisciplinar de dor em Instituições de Saúde, de Ensino e de Pesquisa;
  • Realização de estudos epidemiológicos, clínicos e laboratoriais das disfunções temporomandibulares e dores que se manifestam na região orofacial;
  • Controle e tratamento das dores orofaciais e disfunções temporomandibulares, com a realização de procedimentos de competência odontológica.

Endodontia

A Endodontia é a área da Odontologia que faz o estudo da morfologia da cavidade pulpar, da fisiologia e da patologia da polpa dental, assim como auxilia na prevenção e no tratamento das modificações pulpares e de suas repercussões sobre os tecidos peri-dentários.

O nome “Endodontia” é de origem grega, que significa “En” = dentro, e “Odus” = dente. Popularmente conhecida como tratamento de canal, a endodontia é a remoção da polpa do dente, um pequeno tecido parecido com um fio que fica dentro do dente.

Depois de remover a polpa danificada, infeccionada ou morta, o espaço que fica onde foi feita a remoção é limpo, modelado e preenchido. Esse procedimento fecha o canal radicular.

Antes da existência deste procedimento, os dentes com polpa infeccionada ou atingida eram extraídos. Hoje, já com uma solução melhor e mais moderna, o tratamento de canal recupera muitos dentes que, anteriormente, seriam perdidos.

As causas mais comuns de danos ou morte da polpa são:

  • Dente trincado;
  • Cárie profunda;
  • Lesão no dente (uma forte pancada, recente ou antiga).

Quando a polpa infectada ou morta não é devidamente tratada, pode haver o acúmulo de pus na ponta da raiz dentária, dentro do osso alveolar, formando então um abscesso. O abscesso pode consumir o osso ao redor do dente e causar muita dor ao paciente.

Estomatologia

A Estomatologia é a especialidade odontológica que cuida das doenças da boca e suas estruturas anexas. Ela tem como objetivo prevenir, diagnosticar e fazer o tratamento das lesões que ocorrem nos tecidos moles e duros da região bucomaxilofacial.

Na consulta de rotina, o especialista consegue fazer a detecção e o diagnóstico de diversas enfermidades situadas na boca e nas regiões anexas, ou de doenças sistêmicas que trazem manifestações bucais. A especialidade também auxilia no tratamento dos pacientes em equipes multidisciplinares.

Radiologia Odontológica e Imaginologia

especialidades odontologicas boca paciente

A Radiologia Odontológica e Imaginologia é a especialidade da odontologia que tem como objetivo aplicar os métodos de exames por imagem com a finalidade de diagnosticar, fazer o acompanhamento e a documentação do complexo buco-maxilo-facial e estruturas anexas.

O especialista em Radiologia Odontológica e Imaginologia tem competência para atuar nas seguintes áreas:

  • Obtenção, interpretação e emissão de laudo das imagens de estruturas buco-maxilo-faciais e anexas, obtidas por meio de: radiografia convencional, digitalizada, subtração, tomografia convencional e computadorizada, ressonância magnética, ultrassonografia e outros;
  • Auxiliar no diagnóstico, para a comprovação de problemas com possíveis soluções, através de exames pela obtenção de imagens e outros.

Implantodontia

O trabalho da implantodontia é focado na reconstrução dos dentes através de um implante dentário, inserido no osso do maxilar ou mandíbula por um processo cirúrgico.

Quando há a ausência de um ou mais dentes, é realizada a instalação de implantes de titânio, mais conhecidos como “pinos”, que farão a substituição desses dentes.

Com isso, a implantodontia é focada em devolver as funções dos dentes, que podem ser prejudicadas pela sua ausência ou deformidade.

A consequência mais positiva deste procedimento é a melhora na autoestima dos pacientes, pois deixa o sorriso e os dentes mais harmoniosos.

Odontologia Legal

A Odontologia Legal é a especialidade voltada para a análise de fenômenos psíquicos, físicos, químicos e biológicos que podem atingir o paciente vivo, morto ou sua ossada e até mesmo fragmentos ou vestígios, que resultam em lesões parciais ou totais, irreversíveis ou reversíveis.

Esta especialidade restringe-se apenas à análise, perícia e avaliação de eventos que tenham relação com a área de atuação do cirurgião-dentista, podendo, caso seja necessário, expandir-se para outras áreas, se a busca pela verdade dos fatos depender disso, no rigoroso interesse da justiça e da administração.

As áreas de atuação que competem ao especialista em Odontologia Legal, incluem:

  • Identificação humana;
  • Perícia em área administrativa
  • Perícia em foro civil, criminal e trabalhista;
  • Perícia, avaliação e planejamento em infortunística;
  • Tanatologia forense;
  • Elaboração de autos, laudos e pareceres;
  • Relatórios e atestados;
  • Traumatologia odonto-legal;
  • Balística forense;
  • Perícia logística no vivo, no morto, íntegro ou em suas partes em fragmentos;
  • perícia em vestígios correlatos, inclusive de manchas ou líquidos oriundos da cavidade bucal ou nela presentes;
  • Exames por imagem para fins periciais;
  • Deontologia odontológica;
  • Orientação odonto-legal para o exercício profissional;
  • Exames por imagens para fins odonto-legais.

O cirurgião-dentista especializado em Odontologia Legal é intitulado Odontolegista. Entre as suas áreas de atuação estão as universidades, os convênios odontológicos, Institutos Médico-Legais (IMLs), consultoria ou, ainda, podem atuar como autônomos.

Odontologia do Trabalho

A Odontologia do Trabalho é a especialidade odontológica que tem como propósito fazer a busca contínua de compatibilidade entre as atividades no ambiente de trabalho e o cuidado com a saúde bucal do trabalhador.

As áreas de atuação que competem ao especialista em Odontologia do Trabalho incluem:

  • Identificação, avaliação e vigilância dos fatores ambientais que possam oferecer risco à saúde bucal no ambiente laboral, em qualquer das fases do processo de produção;
  • Assessoramento técnico e atenção em matéria de saúde, de segurança, de ergonomia e de higiene no trabalho, assim como em matéria de equipamentos de proteção individual, entendendo-se inserido na equipe interdisciplinar de saúde do trabalho operante;
  • Planejamento e implantação de campanhas e programas de duração permanente para educação dos trabalhadores quanto a acidentes de trabalho, doenças ocupacionais e educação em saúde;
  • Organizar estatística de morbidade e mortalidade com causa bucal e investigar suas possíveis relações com as atividades no trabalho;
  • Realização de exames odontológicos para fins trabalhistas;
  • Análise sócio-epidemiológica dos problemas de saúde bucal do trabalhador.

Ainda no âmbito da Odontologia do Trabalho, é necessário saber que os exames odontológicos no ambiente laboral são de suma importância para prevenir agravos à saúde relacionados ao trabalho, sendo um meio de gestão da saúde bucal no meio empresarial.

Estes exames podem ser descritos como:

  • Admissionais: O exame odontológico admissional é realizado antes da contratação do funcionário/colaborador, com o intuito de avaliar sua saúde bucal para que se possa estimar se a função que irá exercer e se o exercício da função desejada não trarão agravos para a sua saúde. Este exame não tem a exclusão do trabalhador como objetivo.
  • Periódicos: Os exames odontológicos periódicos são realizados em momentos preestabelecidos para todos os funcionários da empresa. A intenção é fazer o diagnóstico adiantado de possíveis agravos à saúde do trabalhador.
  • Mudança de função: Este exame é realizado sempre que o colaborador for realocado de sua função ou setor original, caso haja o aumento nos riscos ocupacionais a que será submetido.
  • Exame de retorno ao trabalho: O exame odontológico de retorno ao trabalho precisa ser realizado em ocasiões em que o trabalhador permaneça afastado do trabalho por um período igual ou maior que 30 dias, por motivos de doença ou acidente causados pela função exercida.
  • Demissional: O exame odontológico demissional precisa ser feito até a data da homologação, e resume-se a fazer a avaliação da possível ocorrência de algum agravo à saúde bucal do colaborador no período em que esteve na empresa e em decorrência da função exercida.

Odontologia para Pacientes com Necessidades Especiais

especialidades odontologicas dentista infantil

A Odontologia para Pacientes com Necessidades Especiais é a área especializada na prevenção, no diagnóstico, no tratamento e no controle de problemas na saúde bucal dos pacientes que possuam alguma alteração em seu sistema biopsicossocial.

Todos os aspectos que cercam o processo de adoecimento do paciente são levados em conta, pois eles são de extrema importância para fazer a adequação no tratamento odontológico dos pacientes conforme suas necessidades, sendo levada em conta a classificação de funcionalidade.

Competem ao profissional especialista em Odontologia para Pacientes com Necessidades Especiais, as seguintes áreas de atuação:

  • Prestar atenção odontológica aos pacientes com distúrbios psíquicos, comportamentais e emocionais;
  • Prestar atenção odontológica aos pacientes com condições físicas ou sistêmicas, incapacitantes temporárias ou definitivas no nível ambulatorial, hospitalar ou domiciliar;
  • Aprofundar estudos e prestar atenção aos pacientes com problemas especiais de saúde com repercussão na boca e estruturas anexas, bem como das doenças bucais que possam ter repercussões sistêmicas;
  • Inter-relacionamento e participação da equipe multidisciplinar em instituições de saúde, de ensino e de pesquisas.

Odontogeriatria

A Odontogeriatria é a especialidade odontológica que tem como objetivo o estudo dos fenômenos consequentes ao envelhecimento, que também têm influência na boca e suas estruturas relacionadas.

Além disso, está ligada com a promoção da saúde, o diagnóstico, a prevenção e o tratamento de doenças bucais e do sistema estomatognático do paciente idoso.

As áreas de competência para o especialista em Odontogeriatria atuar incluem:

  • Estudo do impacto dos fatores sociais e demográficos no estado de saúde bucal dos idosos;
  • Estudo do envelhecimento do sistema estomatognático e suas consequências;
  • estudo, diagnóstico e tratamento das anomalias bucais do paciente idoso, inclusive as derivadas de terapias medicamentosas e de irradiação, bem como do câncer bucal;
  • Planejamento multidisciplinar integral de sistemas e métodos para atenção odontológica ao paciente geriátrico.

Odontopediatria

A Odontopediatria é a especialidade da odontologia que é voltada principalmente para cuidar da saúde bucal das crianças, da fase em que ainda são bebês até a adolescência.

O profissional especialista da área faz todo o acompanhamento do crescimento e da formação dentária das crianças, garantindo que o sorriso dos pequeninos esteja livre dos problemas.

O profissional Odontopediatra é munido dos mesmos conhecimentos odontológicos de um cirurgião-dentista antes de se especializar na odontopediatria, pois essa é uma especialidade conjunta, que envolve procedimentos cirúrgicos, endodônticos (canal), restauradores, ortopédicos e preventivos.

Ortodontia

A Ortodontia é a especialidade odontológica responsável por corrigir a posição dos dentes e dos ossos maxilares que estão posicionados de forma inadequada.

Dentes tortos ou dentes que não se encaixam corretamente, são difíceis de limpar adequadamente, podendo ocasionar a perda precoce devido à deterioração e à doença periodontal.

Os dentes mal posicionados (tortos), causam um estresse maior aos músculos de mastigação, o que pode ocasionar dores de cabeça, síndrome da ATM e dores no pescoço, nos ombros e nas costas.

Os dentes tortos ou mal posicionados também prejudicam a aparência dos pacientes.

O tratamento ortodôntico deixa a boca mais saudável, proporciona uma aparência mais harmônica e dentes que podem durar a vida toda. O especialista da área é chamado de ortodontista e precisa fazer um curso de especialização, além dos cinco anos do curso regular.

Ortopedia Funcional dos Maxilares

É a especialidade odontológica que visa prevenir, dar condições ao sistema estomatognático para que possa atingir a sua normalidade funcional, e dar tratamento para as má-oclusões e suas consequências físico-funcionais através de terapias que utilizem estímulos funcionais.

O intuito é estabelecer o equilíbrio morfofuncional do sistema estomatognático, profilaxia e tratar distúrbios craniomandibulares, através de estímulos que provoquem essas respostas, baseados na funcionalidade dos órgãos.

Tem como princípio fundamental o uso de aparelhos removíveis que geram estímulos neurais que respondem fazendo a remodelagem das estruturas ósseas, musculares, articulares e funcionais.

Com isso, a estética do rosto e as funções normais desempenhadas pela boca são recuperadas, trazendo o equilíbrio do sistema estomatognático de volta.

O especialista em Ortopedia Funcional dos Maxilares tem competência para atuar nas seguintes áreas:

  • Prevenção, diagnóstico, prognóstico e tratamento de má-oclusões, através de metodologias ortopédico-funcional;
  • Tratamento e planejamento mediante o manejo das forças naturais, em relação a: crescimento e desenvolvimento, erupção dentária, postura e movimento mandibular, posição e movimento da língua, e distúrbios craniomandibulares;
  • Inter-relacionamento com especialidades relacionadas, necessárias ao tratamento integral dos defeitos morfofuncionais da face.

Patologia Bucal

especialidades odontologicas dentista paciente

A Patologia Bucal é a especialidade da odontologia que tem como objetivo o estudo dos aspectos histopatológicos de alterações no complexo bucomaxilofacial e suas estruturas anexas, buscando pelo diagnóstico final e pelo prognóstico dessas alterações, através de recursos técnicos e laboratoriais

As áreas de competência para atuação do especialista em Patologia Bucal incluem:

  • A execução de exames laboratoriais microscópicos, bioquímicos e outros;
  • A interpretação de seus resultados, além da requisição de exames complementares como meio de auxiliar no diagnóstico de patologias do complexo bucomaxilofacial e estruturas anexas.

Para desempenhar um melhor trabalho, o especialista precisa de dados clínicos e exames complementares.

Periodontia

A Periodontia é a especialidade odontológica que cuida do estudo dos tecidos que dão suporte e circundam os dentes e seus sucessores, do diagnóstico, da prevenção, do tratamento de alterações nesses tecidos e das ocorrências das condições sistêmicas no periodonto, e a terapia de manutenção para o devido controle da saúde.

O especialista em Periodontia está apto para atuar nas seguintes áreas:

  • Avaliação diagnóstica e planejamento do tratamento;
  • Avaliação da influência da doença periodontal em condições sistêmicas;
  • Controle dos agentes etiológicos e fatores de risco das doenças dos tecidos de suporte e circundantes dos dentes e dos seus substitutos;
  • Procedimentos preventivos, clínicos e cirúrgicos para regeneração dos tecidos periodontais e peri-implantares;
  • Planejamento e instalação de implantes e restituição das estruturas de suporte, através do enxerto de materiais naturais e/ou sintéticos;
  • Procedimentos necessários para a manutenção da saúde.

Prótese Buco-Maxilo-Facial

A Prótese Buco-Maxilo-Facial é a especialidade da Odontologia que tem como objetivo, fazer a reabilitação protética de perdas e/ou malformações faciais, intra e extraorais derivadas de trauma, patologias ou distúrbios de desenvolvimento.

Esta também é uma área que produz aparelhos e dispositivos que ajudam no tratamento de pacientes oncológicos, determinadas disfunções de ATM e também desenvolve e produz protetores usados em alguns esportes, como os bucais e faciais.

A abrangência em áreas distintas requer profissionais com uma visão clínica mais ampla, para trabalharem em equipes multidisciplinares de meio ambulatorial e hospitalar, e como especialistas, munidos dos conhecimentos específicos necessários para atuar.

As áreas de atuação da Prótese Buco-Maxilo-Facial, são:

  • Tratamento de malformações faciais, principalmente fissuras labiopalatais;
  • Tratamento de perdas maxilares e mandibulares;
  • Perdas oculares e perdas faciais (oculopalpebrais, nasais e auriculares);
  • Acompanhamento e auxílio no tratamento de pacientes oncológicos;
  • Acompanhamento e auxílio no tratamento e prevenção de pacientes atletas.

Prótese Dentária

O profissional especializado em próteses dentárias tem o objetivo de restaurar o sorriso por meio da substituição de um ou mais dentes que faltam na boca ou que foram prejudicados por algum motivo.

As próteses são recomendadas pelo dentista com o intuito de melhorar a mastigação e a fala do paciente, que podem ser comprometidas pela falta dos dentes.

O tipo de prótese recomendada pelo dentista varia conforme a quantidade de dentes comprometidos ou em falta e da condição da gengiva. São os tipos de próteses:

  • Parcial;
  • Total;
  • Implante;
  • Prótese fixa.

Saúde Coletiva e da Família

Saúde Coletiva e da Família é a especialidade focada no estudo dos fenômenos que interferem na Saúde Coletiva e da Família, através de análise, organização, planejamento, execução e avaliação de sistemas de saúde, destinados a grupos populacionais, com destaque na promoção de saúde.

As áreas de competência para o especialista em Saúde Coletiva e da Família atuar incluem:

  • Análise sócio-epidemiológica dos problemas de saúde bucal da comunidade
  • Desenvolvimento e execução de projetos, programas e outros sistemas de ação
  • Participação, em nível administrativo-operacional de equipe multiprofissional, por meio de: organização de serviços, gerenciamento em diferentes setores e níveis de administração em saúde pública, Vigilância Sanitária, controle das doenças e educação em Saúde Pública.

Como funciona o registro do título de especialista no CFO?

especialidades odontologicas dentista homem

O Conselho Federal de Odontologia (CFO) possui novas rotinas para o registro da especialidade junto ao Departamento de Inscrição dos Regionais.

Para o cumprimento da normativa, foi expedido um checklist de documentos, de maneira que todos os processos de Registro e Inscrição como especialista sejam remetidos ao Setor de Registros e Especialidades do Conselho Federal de Odontologia devidamente conferidos e sem quaisquer pendências.

Abaixo você pode conferir o checklist que irá compor todo o processo de registro de especialidade:

  • Certificado original e cópia;
  • Carteira livreto;
  • Compatibilidade da carga horária do certificado com a especialidade requerida ou habilitação (Consolidação das Normas CFO 063/2005, Art. 164;
  • Especialidade requerida inclusa no rol de especialidades do CFO;
  • Histórico escolar do curso no ato do requerimento; caso não conste no verso do certificado
  • Número de inscrição do profissional (principal ou secundária);
  • Nome do profissional no certificado, se é o mesmo do requerente;
  • Entidade promotora do curso;
  • Número da Portaria de autorização do CFO;
  • Período de realização;
  • Carga horária total e distribuição (área de concentração, conexa e disciplinas obrigatórias) do certificado compatível com a especialidade requerida ou a habilitação;
  • Solicitar da Instituição o relatório final com média, título da monografia, nome do orientador, o conceito obtido e a frequência.

IMPORTANTE:

  1. Verificar se a especialidade requerida está inclusa no rol de especialidades reconhecidas pelo CFO;
  2. O nome do profissional no certificado deve ser o mesmo do requerente, caso contrário levar a documentação para requerer o apostilamento;
  1. O registro de Especialidades Odontológicas é de COMPETÊNCIA ÚNICA E EXCLUSIVA DO CONSELHO FEDERAL DE ODONTOLOGIA.

Quais são as especialidades odontológicas em alta no Brasil atualmente?

especialidades odontologicas dentista

Dentre as especialidades odontológicas que foram mostradas anteriormente, algumas delas se destacam em 2021.

Podemos dizer que estas são as que mais crescem no mercado odontológico, seja pela procura dos pacientes, ou pela necessidade de profissionais com capacitação técnica aprimorada e atualizada, devido às novas tecnologias. São elas:

  1. Ortodontia;
  2. Implantodontia;
  3. Cirurgia e Traumatologia Bucomaxilofacial;
  4. Odontopediatria;
  5. Radiologia Odontológica e Imaginologia.

Quais as especialidades odontológicas mais lucrativas?

A área da saúde odontológica, pois si só, já é uma área que tem uma boa remuneração, com salários iniciais partindo de uma média de R$ 3.000,00 e podendo ir até a casa dos R$ 15.000,00.

No entanto, das especialidades odontológicas citadas acima, seis delas ganham destaque quando pensamos em quais têm a melhor remuneração. São elas:

  1. Saúde Coletiva e da Família;
  2. Implantodontia;
  3. Endodontia;
  4. Traumatologia bucomaxilofacial;
  5. Dentística;
  6. Ortodontia.

Conclusão

especialidades odontologicas cirurgia dentista

Com este artigo você pôde ficar por dentro de quais são as especialidades odontológicas reconhecidas pelo Conselho Federal de Odontologia e o papel que cada uma delas desempenha.

Você também teve acesso ao checklist do que você precisa para registrar o seu título de especialista no CFO, quais são as especialidades em alta no Brasil em 2021 e quais as mais lucrativas.

Esperamos que você tenha gostado e que possa ter aprendido bastante hoje. Continue nos acompanhando para se desenvolver cada vez mais.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *